sexta-feira, 1 de agosto de 2014

08 - COISAS INEXPLICÁVEIS; O SINAL NO CÉU

[Narrativa pessoal e independente; sem vínculo com qualquer religião, seita ou instituição]

*Para melhor compreensão veja a postagem MARAVILHAS DE DEUS* 


Quem não conhece  a pessoa que fotografou pensa que é montagem, algum truque fotográfico... Ledo engano. Esta é uma daquelas coisas para as quais eu não tenho explicação. Foi em dezembro de 2008; dia de sol e céu claro, sem uma nuvem. De carro, estava próximo da Rodovia Castello Branco/SP, logo após passar pelo Posto Paloma, olho à frente e para o alto (na direção do santuário), vejo uma faixa no céu como, um arco-íris, só que em linha reta. Quando vou chamar meu companheiro para ver, a imagem desaparece. Sigo em frente e paro no km 265 da "Castello", no posto onde trabalha o Vicente (um novo amigo) e fixo um senhor, jovem ainda, parado perto do seu carro; sinto uma "intuição forte" em para ir falar com o desconhecido. Na conversa lhe informo das razões da minha viagem ao santuário em construção. Ele por sua vez me mostra na tela do seu telefone celular um sinal que havia visto e fotografado em julho de 2007, quando também em viagem pela mesma rodovia, em um trecho próximo ao santuário. À luz do sol, no pátio do posto não vi a imagem com todos os detalhes, mas sim e apenas a circunferência; o ponto preto no centro e uma linha na vertical. Seguimos em frente e ele também sai da Rodovia e visita o santuário. No domingo, após voltar para Apucarana, enquanto conversava com minha mulher, surge em mim novamente uma “intuição” para entrar em contato com o tal viajante do Estado de São Paulo. Telefono e peço-lhe que me envie as fotos por e-mail. Ele concorda, mas sob a condição de que seu nome fique em segredo. Entendi sua posição, pois sei o quanto uma pessoa é essas são incompreendidas por muitas pessoas. Com elogiável presteza, o bom homem me remete as fotos que são imediatamente impressas em papel fotográfico. Meu enteado e minha secretária levam as fotos até minha sala e tenho nova surpresa: nelas vejo um detalhe que não havia percebido quando as vi a imagem na tela do celular: um arco-íris em linha horizontal, idêntico àquele que me apareceu uma hora antes do encontro no posto do Vicente. Muito tempo depois, vieram diversas e novas revelações sobre o significado da mensagem emoldurada, do livro da tradição e do santuário: que o casamento é uma aliança entre o casal e Deus; que este pacto não deve ser rompido; que a palavra de Deus deve ser obedecida,etc.. Em março/2012, atendendo pedidos de meus amigos de oração aos casais, faço novo contato com o autor das fotos e lhe peço autorização para exibi-las no meu blog. Ele concorda, desde que permaneça no anonimato. Finalizando, é de se observar que biblicamente o arco-íris é um sinal de aliança: “Disse Deus (a Noé): Este é o sinal da minha aliança que faço entre mim e vós e todos os seres viventes que estão convosco, para perpétuas gerações: porei nas nuvens o meu arco; será por sinal da aliança entre mim e a terra” (Gênesis 9:12/13).



MARCO DAS COLUNAS –  A TENDA SAGRADA 

V I S I T A S  


1) As visitas dentro do santuário depende de autorização especial, pois o local não é um templo religioso aberto a todos, mas sim para guarda do Livro da Tradição, tanto é que a primeira condição, além do convite, é tirar-se o calçado para entrar; o lugar é sagrado e consagrado. 


2) Somente poderá entrar uma pessoa por vez, fora disto, o casal - homem e mulher - e seus filhos; uma família de cada vez; se não tiverem filhos poderão entrar juntos se forem casados, civil ou religiosamente. 

  

3) Não pode ser feita reprodução do santuário do marco das colunas, do livro da tradição ou do símbolo com a mensagem emoldurada, para fins comerciais.  



Mensagem do Pastor ALEXANDRE AUGUSTO, da Igreja do Evangelho Quadrangular – Itajubá/MG - 

AS SETE CORES DA ALIANÇA COM DEUS - (WEBARTIGOS.COM)

ESTA MENSAGEM MUDARÁ A SUA VIDA. ACREDITE.
. . .
INTRODUÇÃO

A mensagem que veremos a seguir é algo fundamental e essencial em nossas vidas, pois quer você queira ou não queira, Jesus está voltando, para buscar a sua noiva (leia minha mensagem A NOIVA AINDA NÃO ESTÁ PRONTA), mas não uma noiva desatenta e descompromissada e sem aliança, mas uma noiva fiel.

Por isso a mensagem denominada AS SETE CORES DA ALIANÇA COM DEUS, vem preencher a necessidade da igreja dos últimos dias, e esta igreja somos nós. Peço que cada um dos amigos e amados irmãos leitores abram seus corações e deixem uma aliança colorida ser colocada em seus corações, neste momento.

O RELATO DO CONTEXTO

Todos nós conhecemos o relato da história em que Deus, resolve destruir, aniquilar, de uma vez, um povo que havia se contaminado, corrompido pelo maior câncer que ainda vem matando homens e mulheres, O PECADO. Porém a humanidade não seria aniquilada por completo, pois ao olhar do céu, Ele vê um homem chamado Noé, e a bíblia diz que este homem era justo.
                
Deus então chama Noé (do Hebraico significa REPOUSO, DESCANSO) e manda que ele construa uma arca, que tipologicamente representava a pessoa de Jesus, e nesta arca coloque um casal de cada espécie de animal, e segundo alguns estudiosos, eram cerca de oito mil animais, ou quatro mil casais. E que também, Noé divulgue uma mensagem de salvação, dizendo ao povo que Deus iria destruir a terra com água. Mas todos começaram caçoar da cara de Noé, pois já havia muitos anos não chovia na terra onde habitavam os viventes.
                
Isto nos dá o amparo legal de crer que se a muitos e muitos anos não chovia na terra, então a mente do homens já havia se esquecido de como era boa uma boa chuva torrencial, e se há muito tempo não chovia, até alguns alimentos que dependiam das chuvas, eles já se esqueceram do gosto.
                
Assim somos nós, pois quando se passa muito tempo que não provamos de algo, acabamos por desacreditar que este algo ainda possa acontecer novamente. Uma grande verdade é que o ser humano de um modo geral, tem maior índice de credibilidade, quando ele pode ver o que deseja.
                
Assim tudo acontece, por quarenta dias e quarenta noites, uma abundante chuva cai sobre a face da terra, encobrindo o mais alto monte existente. Então, passados os dias, Noé vendo que a chuva havia cessado, decide então soltar uma ave, a saber, uma pomba, para então saber se realmente as águas haviam baixado sobre a terra, (leia minha mensagem AS TRÊS VIAGENS DO ESPÍRITO SANTO).
                
Como as águas já haviam baixado, Deus que havia fechado a única porta da arca, agora a abre e Noé e sua família saem para novamente povoarem a terra. Mas Deus que é amável e misericordioso, faz uma aliança com Noé, uma aliança de que não mais destruiria a terra com água (Ele não destruiria. Mas o homem é bem capaz!). Esta aliança foi representada por um arco colocado no céu.

O QUE É UMA ALIANÇA
                
Mas o que é uma aliança? por que Deus é um Deus de aliança? Então vamos entender o que é uma aliança.

Aliança significa pacto, acordo, ajuste, concerto. Uma aliança só pode ser firmada entre duas partes, pois ninguém faz aliança consigo mesmo. Assim uma aliança é usada em um casamento, para que quando olharem em uma pessoa e ver em sua mão esquerda uma aliança, saibam que aquela pessoa já tem uma aliança com outra pessoa.

Teologicamente, a aliança diz respeito a concerto entre Deus e o seu povo, pois na bíblia a palavra aparece como concerto, pacto, e aliança. O Antigo Testamento é chamado Antiga Aliança, e o Novo Testamento, Nova Aliança.

DEUS É UM DEUS DE ALIANÇA

O nosso Deus é verdadeiramente um Deus de alianças. Através delas, Ele, pelo seu imenso amor, nos dá a garantia de muitas bênçãos, se houver fé e obediência. A iniciativa do concerto sempre foi de Deus, que estabelece as condições. Mas porque Deus gosta tanto de fazer aliança com o homem, se bem sabemos que em sua maioria o homem acaba por quebrar esta aliança, e com certeza, também acaba por entristecer o coração de Deus, que jamais falhou na sua parte, pois a sua palavra relata que mesmo que sejamos infiéis, Ele, Deus, continua fiel (II Tm-2:13). Assim, além da aliança feita com Noé, vejamos algumas alianças feitas por Deus com o homem.

A ALIANÇA COM ADÃO

A primeira aliança Deus fez com Adão e Eva, no Éden: deu-lhes a Terra e pleno domínio sobre os animais; deu-lhes fartura de alimento, abençoou-os e disse-lhes que deveriam frutificar e multiplicar. Mas estabeleceu condições: Não deveriam comer do fruto da árvore da ciência do bem e do mal. O princípio da obediência estava criado, se comessem da árvore proibida, morreriam. Desobedeceram, quebraram a aliança, e experimentaram  imediatamente a morte moral e espiritual, e, depois, a morte física. Convém lembrar que em todos os concertos há promessas de bênçãos, mas há a contrapartida da fé e fiel obediência. Aliança adâmica ou edênica é como é conhecida a aliança feita com Adão.

A ALIANÇA COM ABRAÃO

O concerto entre Deus e Abraão -aliança abraâmica-  foi chamado "concerto perpétuo", porque extensivo às gerações vindouras e já apontando para o Reino Eterno de Cristo (Gn 17.7). Como parte da aliança Deus prometeu fazer de Abraão uma grande nação, e abençoar todas as famílias da terra através dele; dar a terra de Canaã aos seus  descendentes, que seriam grandemente multiplicados: "E te farei frutificar grandissimamente e de ti farei nações, e reis sairão de ti"  (Gn 12.7,15; 13.16; 15.5). O concerto foi feito com Abrão, nome mudado por Deus para Abraão (pai da multidão). Como parte da aliança, Abraão deveria circuncidar todos os machos, filhos e servos sob sua autoridade, como  selo do conserto, e de aceitação de Deus como Senhor. Deus prometeu estender a aliança a Isaque, o filho da promessa que iria nascer.

A ALIANÇA COM ISAQUE

Os termos da aliança foram renovados em Isaque, filho de Abraão:  "Serei contigo e te abençoarei... multiplicarei a tua semente como as estrelas dos céus e darei à tua semente todas as terras. E em tua semente serão benditas todas as nações da terra. Eu sou o Deus de Abraão, teu pai. Não temas, porque eu sou contigo, e abençoar-te-ei, e multiplicarei a tua semente por amor de Abraão, meu servo" (Gn 26:2-5,24). Estas foram as palavras de Deus para Isaque. Contra partida, Isaque deveria continuar fiel a Deus.

A ALIANÇA COM JACÓ

"Eu sou o SENHOR, o Deus de Abraão, teu pai, e o Deus de Isaque. Esta terra em que estás deitado te darei a ti e à tua semente. E tua semente será como o pó da terra... e em ti serão benditas todas as famílias da terra" (Gn 28:13-14). As alianças de Deus com seu povo provam que Ele é sempre fiel à sua palavra, nunca deixando de mostrar ao homem que se este for realmente fiel na aliança, uma grande chuva de benção. Para recebermos as bênçãos prometidas derivadas de uma aliança fiel, fé e obediência são indispensáveis.

A ALIANÇA COM OS ISRAELITAS

Passados cerca de três meses da saída do Egito,  Deus falou ao seu povo através de Moisés, ao sopé do monte Sinal (Horebe),  para, basicamente, renovar e relembrar  os termos do concerto com Abraão, Isaque e Jacó:

a) a terra de Canaã seria deles;
b) Deus seria o único Deus de Israel; o povo assumiria o compromisso de guardar suas leis e mandamentos;
c) seriam castigados em caso de desobediência. Uma promessa que deve ser guardada no coração: "Agora, se diligentemente ouvirdes a minha voz, e guardardes a minha aliança, sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos...vós me sereis reino sacerdotal e nação santa" (Êx 19:5-6). O pacto foi fechado quando o povo declarou: "Tudo o que o Senhor falou, faremos" (Êx 24:3). Deus requer de nós o firme propósito de acatarmos os termos de sua aliança. As leis que deveriam ser obedecidas eram a lei moral (incluídos os Dez Mandamentos), a lei civil, a lei cerimonial.

RENOVAÇÃO DA ALIANÇA NAS PLANÍCIES DE MOABE

Antes da entrada na terra prometida, e após percorrerem o deserto durante 39 anos, os termos do concerto foram relembrados. A finalidade era de dar conhecimento das promessas divinas aos que nasceram durante a peregrinação, e fortalecer espiritualmente o povo para enfrentar o desafio de conquistar a nova terra. Os capítulos 27 e 28 do livro de Deuteronômio, tratam das maldições e das bênçãos decorrentes da rebeldia ou da obediência a aliança com Deus.

A ALIANÇA COM DAVI 

O resultado mais imediato da aliança davídica foi o estabelecimento do reino do filho de Davi, Salomão, que deveria edificar um templo para o Senhor; o reinado de Davi passaria aos seus descendentes: "Fiz aliança com o meu escolhido; jurei ao meu servo Davi: a tua descendência estabelecerei para sempre e edificarei o teu trono de geração em geração" (Sl 89:3-4). A condição para o cumprimento dessas bênçãos seria a fiel obediência de Davi e de seus descendentes.

AS SETE CORES DA ALIANÇA
                
De todas as alianças que vimos, minha opinião a que mais me chamou a atenção foi a aliança feita com Noé, pelo fato de que Deus usou um fenômeno natural para que Noé se lembrasse e que essa lembrança fosse passada de geração. Esse fenômeno é popularmente conhecido por nós pelos nomes de “Arco Iris, Arco Celeste, Arco da Aliança, ou Arco da Chuva”.
                
Esse arco é um fenômeno óptico e meteorológico que separa a luz do sol em seu espectro (aproximadamente) contínuo quando o sol brilha sobre gotas de chuva. Ele é um arco multicolorido com o vermelho no seu exterior e o violeta em seu interior; a ordem completa é vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil (um azul mais escuro ou azul marinho) e violeta. A aparência do arco-íris é causada pela dispersão da luz do sol que sofre refração pelas (aproximadamente esféricas) gotas de chuva. A luz sofre uma refração inicial quando penetra na superfície da gota de chuva, dentro da gota ela é refletida (reflexão interna total), e finalmente volta o sofrer refração ao sair da gota. O efeito final é que a luz que entra é refletida em uma grande variedade de ângulos. Esse número não é definido, uma vez que os humanos não têm uma percepção visual de cores muito evoluída.
                
Deus resolve usar um arco que a muito tempo havia sido esquecido, e quase apagado da memória do homem para estabelecer um concerto. E essa aliança tinha e ainda tem sete cores conforme a nossa percepção visual. E então perguntei ao Eterno Deus, o porquê dessa aliança ter sete cores. Se bem sabemos, o número sete tem a representatividade da perfeição de Deus, e tantas outras representatividades, que não vem ao caso agora. Mas sabemos que o nosso Deus não faz nada por acaso.

O VERMELHO
                
Esta é a cor que representa o sangue que seria derramado na cruz do calvário por um inocente, que jamais seria esquecido pelo homem enquanto vivesse na face da terra. Ele, Jesus, seria o marco da história.

O LARANJA
                
Esta é a cor que representa o alimento, ou seja, o pão vivo que desceu do céu para saciar a fome de toda a humanidade, e assim sustentar as vidas famintas de um alimento eterno e indispensável para a vida do homem.

O AMARELO
                
Esta cor representa o ouro, ou seja, o mais valioso metal que existe. E esta preciosa jóia que nos foi dado, Jesus o filho de Deus, que nos amou mais que tudo. O mais valioso homem que veio para se entregar em nosso lugar.

O VERDE
                
Este é a cor que representa a terra prometida, ou seja, o cumprimento da promessa feita no Éden, quando Deus ao amaldiçoar o diabo, diz que da semente da mulher nasceria um que esmagaria a sua cabeça, o salvador prometido.

O AZUL - Céu
                
Esta cor representa o infinito céu, ou seja, poder infinito do filho de Deus, pois a bíblia nos relata que todo o poder foi dado ao nome de Jesus.

ANIL Azul marinho
                
Esta é a cor que representa o homem que veio do céu, nos mostrando que Jesus desceu do céu para ser nosso Senhor, esta é a cor do Senhor Jesus.

O VIOLETA
                
Esta é a cor real. Os reis se vestiam com ela para ostentarem o poder. Esta cor representa o rei que há de vir. O rei que voltará para buscar sua rainha.

A ÚLTIMA ALIANÇA DE DEUS

A promessa de uma nova aliança está em Jeremias 31:31-33.

"Vêm dias, diz o Senhor, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá... porei a minha lei no seu interior, e as escreverei no seu coração. Eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo."

A nova aliança foi selada com o sangue de Jesus, com seu sacrifício voluntário, com sua morte expiatória, vejam as palavras de Jesus antes de morrer por mim e por você: "Isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, que é derramado por muitos, para remissão de pecados" (Mateus 26.28).

A nova aliança é superior à antiga: "Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de UM MELHOR CONCERTO, que está confirmado em melhores promessas" (Hebreus 8:6).

CONCLUSÃO

E as melhores promessas são sobre os que se arrependem têm seus pecados totalmente perdoados (Hebreus 8.12); um novo coração e uma nova natureza recebem aqueles que verdadeiramente amam e obedecem a Deus; são recebidos como filhos de Deus; têm experiência maior em relação ao Espírito Santo. 
Como vimos, de aliança em aliança Deus prosseguiu na execução do seu plano de salvação dos homens, sempre oferecendo novas oportunidades. E em todas as alianças estava a pessoa de Jesus. Por isso todas as vezes que você ver um Arco de Chuva no céu, saiba que Deus está te chamando a atenção para a aliança perfeita que é Jesus, que veio para salvar o homem da perdição eterna. Jesus, a perfeita aliança.
Pr. Alexandre Augusto  
                         
"Portanto, o que Deus uniu não separe o homem" (Mateus 19:06)

www.deusnolar.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário