segunda-feira, 12 de agosto de 2013

MARAVILHAS DE DEUS

PARA TRANSFORMAR VIDAS E LARES

NARRATIVAS PESSOAIS E INDEPENDENTES; SEM QUALQUER VÍNCULO COM ALGUMA RELIGIÃO, SEITA OU INSTITUIÇÃO.  

 


[Testemunho das visões e revelações feitas a um advogado. Fatos que o levaram a não mais atuar em casos de divórcio e a entregar a bíblia para casais, além de cuidar das 3 obras que lhe mandaram fazer]

Desde criança que o ser humano precisa  de uma companhia; ele não foi criado para uma vida isolada. Mal se afasta dos braços do pai ou da mãe e já surge na pessoa um desejo irresistível em se aliar a um parceiro ou a uma parceira; em formar o mesmo par que via naqueles que lhe deram a vida. Essa união é a grande responsável pela felicidade, ou infelicidade, do homem pelo resto de seus dias na terra. Porém, e assim é desde a criação do mundo, aonde tem um casal feliz também sempre há alguém por perto (ainda que não percebamos) querendo derrubar a alegria dos dois. Então, sigamos para observar as mensagens e aprender juntos a razão, as causas disto tudo, como por quê evitar as rupturas. Só é preciso que "prepare o seu coração pras coisas que eu vou contar" (Geraldo Vandré). Sim, prepare e abra o seu coração, porque se fores daqueles sectários ou "fechados" entendidos em bíblia; que afirmam que o Senhor só revela aos que estão em "constante comunhão com Ele" (e não àqueles pecadores desviados da palavra), o melhor é não prosseguir na leitura; serás apenas mais um a duvidar e a criticar os relatos. Mas não sendo este o seu caso, com mente livre e espírito puro vá em frente; a senda está aberta a todo buscador sincero. "VEM COMIGO".
   

Essa história poderá ser útil também a você que tem, ou sabe de alguém que tenha, problemas conjugais; que esteja pensando em romper o pacto matrimonial. A preocupação principal é narrar os acontecimentos. A interpretação, o que ser extraído das revelações ou das mensagens, é tarefa que prefiro repartir com o prezado leitor. Sou um pecador como qualquer outro e pior que muitos, logo, estou sujeito a erros, mas insisto em buscar a presença de Deus em minha vida. Convido-o para esta caminhada de vitórias. Não sou nenhum pregador; apenas dou testemunho. Desculpe-me por eventuais falhas ou erros nos relatos. Que a paz do Senhor esteja contigo, e no seu lar, hoje e sempre.

                                                           E-mail:  deusnolar@hotmail.com
                                                                          deusnolar.2@bol.com.br

(www.deusnolar.blogspot.com.br)

Tudo começou quando recusei um serviço jurídico para atuar na separação judicial de um jovem casal que me procurou trazendo junto o filhinho de apenas seis anos. Pressenti a dor que o menino iria sofrer e os orientei a procurarem um padre, um pastor... para ajudá-los; que evitassem o rompimento. A partir desse instante começaram a acontecer coisas estranhas dentro do escritório, até que em casa, sozinho, e depois de uns trinta dias, na madrugada de 12 de abril de 2004, apareceu-me um ser - com certeza um anjo enviado por Deus - que mostrou na parede branca uma linda figura (contendo uma frase sagrada na circunferência), que ele chamou de Mensagem Emoldurada. Disse-me para escrever na primeira coluna o nome do homem e na segunda o nome da mulher. Alertou-me que aquilo era para se ter dentro de casa. Nessa época eu era um apaixonado por obras de arte; pinturas, esculturas, artesanato... Estava com a saúde bastante abalada; com diagnósticos terríveis. Vivia revoltado e triste ao observar que toda separação de casal (e isto não mudou até hoje) era seguida de arrependimentos, tristezas ou mesmo desgraças. Questionava a Deus as razões disto tudo; por que os casamentos sempre começam bem mas de repente surgem as desavenças? Voltando mais no tempo, em 1997, lembro-me de ter visto, em sonho, apenas a circunferência (sem que aparecesse nenhuma pessoa) com a frase "EU SOU O SENHOR TEU DEUS". Somente em setembro de 2011 foi-me revelado o significado dessa bela escultura; desse belo estandarte que veio do alto. Para mim muita coisa ainda é mistério, porém se a ti vier alguma revelação ou explicação, como já aconteceu com outras pessoas, entre em contato e transmita-me o ocorrido (e-mail:deusnolar.2@bol.com.br); ficarei muito grato". 

   "... PORTANTO, O QUE DEUS UNIU NÃO SEPARE O HOMEM" (Mateus 19:06)



1ª VISÃO: A MENSAGEM EMOLDURADA (com os nomes já gravados nas colunas)

Outras visões e revelações viriam a acontecer no futuro, após aquela de 12 de abril de 2004, dentre elas a ordem para providenciar um livro (na verdade trata-se de um grande caderno com páginas pautadas) - que aquele que me revela chamou de Livro da Tradição -, e a indicação de um lugar - bem longe de minha cidade (423 km) - que ele falou que era o Marco das Colunas, onde deveria ser levado e guardado o tal livro. 


2ª obra: O LIVRO DA TRADIÇÃO - com os nomes de casais que receberam a moldura

As revelações principais sempre vinham após algum tipo de sinal ou mensagem preparatória, que depois eram confirmadas por outras mensagens. As datas do "resumo cronológico" se referem ao fato mais marcante. As revelações se davam diretamente a mim, porém algumas - que começaram a vir semanas antes da inauguração do santuário - foram de maneira indireta; através de outras pessoas que me transmitiam posteriormente. 
    

                        3ª obra: O Marco das Colunas - Santuário da Guarda do Livro.
                              Rodovia Castello Branco - Km 188 (sentido interior) 

O santuário para a guarda do Livro foi a tarefa mais difícil de ser executada. O antigo proprietário não pretendia vender o imóvel; foram necessários trabalhos de máquinas e caminhões para preparar o terreno (um tanto alagadiço e de acesso complicado até o ponto marcado para edificação).


(terreno sendo preparado para a construção do santuário)
         
    "Manda quem pode; obedece quem tem juízo" - (DITADO POPULAR)     

DEUS NÃO MUDOU SUA PALAVRA

Recanto Barra Mansa/Bofete-SP, 12 de novembro de 2011 (local e data da consagração do Santuário da Guarda do Livro): 

"Fiz apenas o que foi determinado pelo Invisível, pelo Celestial ... Aquele que me fala do além.  Simplesmente obedeci, mesmo sem entender as razões ou saber de todos os motivos.

Depois de 7 anos e 7 meses, posso dizer que a Mensagem Emoldurada é um símbolo que representa a família criada por Deus; o lar como templo do Senhor; o próprio casamento ... Uma aliança, uma instituição muito mais séria e profunda do que imaginamos.

O enlace matrimonial é um pacto entre Deus e o casal (homem e mulher – macho e fêmea), e não somente entre duas pessoas. É uma aliança tão sagrada quanto aquela simbolizada pela Arca, no velho testamento (Êxodo 25:10/22). Porém ela é mais que um símbolo. É também e ao mesmo tempo uma chave ou instrumento que traz um segredo para o lar permanecer sempre firme e inabalável; para que na casa nunca sobrevenha o divórcio exterminador da família.

Como é natural em tudo que é sagrado, aquele que toca ou provoca a destruição de um lar agride a palavra de Deus e “cai em um abismo de maldição e sofrimento”. Até o advogado contratado para formalizar a ruptura do vínculo é atingido pelos males da infração. Em nada importa o pretexto de que ele está simplesmente fazendo seu trabalho. Nenhuma desculpa é aceita. Veja o caso de um tal de Uzá (II Samuel 6:1/8): ele tinha um bom motivo para tocar na Arca (achou que ela iria cair com o tropeçar dos bois que puxavam a carroça), mas mesmo assim morreu fulminado por Deus porque somente o sacerdote escolhido podia por as mãos no objeto.   

Chamo sua atenção para o fato de que essa analogia entre o casamento e as consequências contra aquele que desobedece a apalavra de Deus, participando da extinção do vínculo, não é simples opinião. Ela provém de uma revelação (no dia 04 de setembro de 2011). Portanto, cuidado meu irmão, minha irmã. Não interfira, não dê causa ao divórcio; o preço a pagar pode ser muito alto.

O Livro da Tradição e o Marco das Colunas (o santuário – a tenda sagrada para guarda do livro) representam o amor de Deus pela família; àqueles que obedecem a palavra sagrada; que o aceitam como Senhor. Indicam a presença do Criador na vida dos que louvam e glorificam o Seu nome. Junto com a Mensagem Emoldurada simboliza o pacto que Deus quer ter, ou melhor, já tem, com cada casal. Algo mais ou menos assim, penso eu (opinião e não revelação): “Se você guardar a minha palavra, obedecer e não esquecer que Eu Sou o Senhor Teu Deus, então teu nome também ficará guardado em um lugar especial por mim determinado, nesta terra”. Ou, “Se você fez um altar para mim; um lugar em seu lar para memória do Meu nome, então Eu também acolho o teu nome dentro da Minha casa”. Texto escrito dentro do santuário: "Eu amo os que me amam e os que de madrugada me buscam me acharão" – Provérbios 8:17.

A Arca da Aliança simbolizava o pacto entre Deus e o povo de Israel. Era usada para guardar as tábuas da lei e outros objetos sagrados. Servia como um marco de referência (e talvez o santuário também seja para isto); era o “ver para não esquecer e assim não desobedecer”. A Mensagem Emoldurada, muito mais que representar o pacto entre Deus e o casal, como o próprio nome diz, leva uma mensagem às pessoas. Tente entender a profundidade da frase.

O povo de Israel hoje já não mais precisa olhar para a Arca Sagrada para lembrar de sua aliança com Deus. Tudo está bem firme em seus corações. Tanto não precisa que ela desapareceu, como aliás estava previsto nas escrituras. Todavia, os casais carecem ser relembrados a respeitar seu pacto com o Senhor. Homens e mulheres estão abandonando seus lares e a palavra de Deus. E com isto causam dor e arruínam o futuro de seus filhos, além dos infortúnios que trazem a si mesmos.

Depois de vários meses questionando o porquê da frase “Eu Sou o Senhor Teu DEUS”, veio-me a seguinte explicação: “Adão e Eva só caíram em sofrimento porque esqueceram  quem era o Senhor deles”.

É lógico que as visões e revelações serviram, por primeiro, para minha conversão aos caminhos de Deus, pois se de imediato me fosse indicado para, antes de tudo,  obedecer as escrituras sagradas e não as leis do meus país, com certeza não aceitaria. Naquela época eu considerava a Bíblia um amontoado de absurdos; relatos figurativos, contos lendários; obra do homem ... Quanto engano meu!

No conjunto as mensagens estão dando um grande alerta a todos nós, advogados ou não; casados ou solteiros: DEUS NÃO MUDOU SUA PALAVRA. Ela continua viva e em pleno vigor, muito embora nossos governantes (na maioria ateus) estejam levando o povo a contrariá-la (permissão do divórcio sem qualquer causa – casamento entre pessoas do mesmo sexo – ingerência na educação dos filhos – prática sexual fora do casamento – apoio à prostituição - etc). Um erro atrás do outro.

Você que discorda da supremacia da Lei de Deus, que acha a Bíblia ultrapassada, peço que me aponte uma situação, um sistema de relacionamento, uma decisão, uma doutrina ... enfim, qualquer ato do homem, que dê ou tenha dado certo, contrariando a palavra do Senhor.  

A lei a ser obedecida – para que sejamos felizes – é a Lei de Deus, Senhor de todos nós. Enquanto não respeitarmos as ordens do Criador, não haverá paz homem e mulher; entre pais e filhos, mas sim violência de desgraça em todos os lares e nações." 

Mensagem Emoldurada - usada como um ALTAR PARA DEUS

"... EM TODO LUGAR ONDE EU FIZER CELEBRAR A MEMÓRIA DO MEU NOME,VIREI A TI E TE ABENÇOAREI." (Êxodo 20:24) 

Além de não aceitar mais serviços para atuar em divórcios, após a inauguração e consagração do Santuário da Guarda do Livro, passei a entregar a "Mensagem Emoldurada" junto com a Bíblia Sagrada. Pois entendi, ou me fizeram entender, que a finalidade de tudo o que acontecera até então era mostrar-me que o principal é a obediência ao Senhor, nosso Deus; que a Sua lei é a que de fato tem validade. E, na escritura sagrada está a Sua palavra; a lei a ser respeitada. O reino de Deus tem leis e se quisermos fazer parte dele temos que acatá-las. Na obediência a Deus reside o princípio de tudo. Só que eu continuo achando linda a escultura que veio do alto (um presente que o Senhor me deu), assim como mantenho meu carinho e zelo para com santuário que guarda o livro com os nomes dos casais. São coisas que vieram para permanecer; que ficarão como testemunho das minhas experiências com o Criador; como um memorial... Ou para alguma outra finalidade; quem será capaz de saber ou dizer? Há muito mais mistérios entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã inteligência




   RESUMO CRONOLÓGICO DOS FATOS PRINCIPAIS 

12/ ABRIL/ 2004 – Dia da primeira visão e revelação, mostrando a Mensagem Emoldurada [Dois fatos extraordinários aconteceram logo após a primeira aparição: 1º - Um irmão meu (bem mais novo) apareceu logo cedo no escritório de advocacia e disse que tinha recebido uma revelação em sonho naquela noite mandando-o falar comigo porque eu havia recebido algo de Deus mas que estava escondendo, com medo de contar e ver as pessoas duvidarem de minha palavra; 2º - O desenhista contratado para reproduzir a imagem da visão, já num primeiro esboço, apresentou um quadro exato das colunas, com detalhes que eu não havia lhe transmitido] * 17/ DEZEMBRO/ 2004 - Revelação mostrando um livro a ser elaborado, o Livro da Tradição, para nele ser escrito os nomes dos casais que receberam a Mensagem Emoldurada [Essa determinação veio após a entrega de 3 exemplares da mensagem]  12/ JANEIRO/ 2005 - Indicação do lugar onde seria guardado o Livro da Tradição, o Marco das Colunas [Rodovia Castello Branco, Km 188 - Oeste (sentido interior), Recanto Barra Mansa, município de Bofete/SP] * 04/ SETEMBRO/ 2011 - Dia da revelação do significado da Mensagem Emoldurada [O PACTO ENTRE DEUS E O CASAL - A ALIANÇA CONJUGAL - e o alerta sobre as conseqüências contra aquele que toca ou desfaz a aliança] * 12/ NOVEMBRO/ 2011 - Inauguração e consagração do santuário para guarda do Livro da Tradição, no Marco das Colunas. 
          


ACRESCENTANDO CONCLUSÕES:

Hoje, 14/ABRIL/2014, após muitos fatos, quero acrescentar o seguinte: Das 3 obras, a mensagem emoldurada é aquela que geralmente causa polêmica. Pessoas evangélicas, dentre estas e em especial certos pastores formados em Teologia, costumam atacá-la com frases um tanto conhecidas. "Isto não é de Deus; é idolatria; é coisa da sua mente; o diabo também usa o nome de Deus; Deus não revela a quem não está em comunhão com ele; depois de Jesus não há mais sinal, ele é o sinal..." E vai por aí afora o festival de absurdos, que já coloquei de lado pois as provas de que tais coisas, que esta missão, vêm do alto são tantas que seria preciso um livro especial só para descrevê-las. Mas prosseguindo (sempre levando a palavra e louvando o nome de Deus), relembro que sobre a mensagem emoldurada me foi dito que era "para se ter dentro de casa". Lógico que não é para o "estandarte do alto" ficar escondido, por certo. Assim sendo inspirei-me logo nos primeiros dias a fazer uma espécie de ALTAR PARA DEUS, colocando a estampa em um quadro que fixei em lugar de destaque na minha residênciaAgora pense comigo: Deus mandou Moisés fazer um santuário, um altar para Ele; não é verdade? Então, Moisés cumpriu uma ordem. E nós, nos dias atuais, ao usarmos a estampa como um ALTAR PARA DEUS, sem estar obedecendo ordens, estaremos desagradando ao Senhor? Claro que não. Ao contrário, agradaremos muito mais, penso eu, uma vez o nosso gesto é livre, espontâneo. Fixar o nome ou a palavra do Senhor é uma maneira de louvar a Deus. Veja o texto Lei Sagrada: "...em todo lugar onde eu fizer celebrar a memória do meu nome, virei a ti e te abençoarei."(EXÔDO 20:24). Também no antigo testamento encontramos: "Alegrem-se perante o Senhor, o seu Deus, no lugar que ele escolher para habitação do seu Nome, junto com os seus filhos e as suas filhas, os seus servos e as suas servas, os levitas que vivem na sua cidade, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que vivem com vocês" (DEUTERONÔMIO 16:11). Abraão por onde passava construía altares, santuários... para Deus. Tem muita gente que se acha "doutor" nas escrituras e acredita que seu intelecto é capaz de definir e entender tudo, com isso, quando se vê diante de algo ainda incompreensível tal tipo de pessoa - ao invés de admitir seu desconhecimento - passa a pronunciar frases sem fundamento e, de maneira um tanto leviana ou irresponsável, atribui ao fato ou ao objeto a condição de "coisa do maligno". Só que a maldade jamais estará no objeto, mas sim e por vezes no espírito da própria pessoa que o examina. "Todas as coisas são puras para os puros; todavia, para os impuros e descrentes, nada é puro. Porque tanto a mente como a consciência deles estão corrompidas" (TITO 1/15). Enquanto me atacam, e depois de 10 (DEZ) ANOS da primeira visão/ revelação, sigo levando a MENSAGEM DE DEUS PRAS MORADAS, com alegria e satisfação àquele que aceitar recebê-la. GLÓRIA A DEUS, BONDOSO E TODO PODEROSO.  

"

Embora não se tenha explicação para muita coisa, o que foi repassado leva, em resumo, às seguintes conclusões, sendo que a última vem de revelação direta, dias antes da inauguração do santuário:

1ª) DEUS EXISTE E É BONDOSO, MAS ELE NÃO MUDOU, NÃO MUDA, SUA PALAVRA;

2ª) O CASAMENTO É UMA ALIANÇA SAGRADA, INDISSOLÚVEL E INTOCÁVEL, PREVISTA PELA LEI SUPREMA DE DEUS;

3ª) QUEM SE DIVORCIA CAI EM UM ABISMO DE MALDIÇÃO E SOFRIMENTO (PERDA DA GLÓRIA), CUJO TEMPO E EXTENSÃO DO MARTÍRIO VARIA DE ACORDO COM A CULPA DE CADA DESOBEDIENTE;

4ª) PARA PRESERVAR O LAR E NÃO CAIR EM DESGRAÇA, A PRIMEIRA E PRINCIPAL ATITUDE É OBEDECER E NUNCA ESQUECER DE DEUS COMO NOSSO SENHOR E PROTETOR;

5ª) ALÉM DE OBEDECER AS LEIS SAGRADAS (REJEITANDO TODA E QUALQUER INDUÇÃO OU INSINUAÇÃO EM CONTRÁRIO), É NECESSÁRIO SANTIFICAR A CASA, LOUVANDO A DEUS E ELIMINANDO DE DENTRO DELA COISAS E PALAVRAS IMPURAS;


6ª) QUEM TOCA NO CASAMENTO, OU DÁ CAUSA À SUA DESTRUIÇÃO, ESTÁ TOCANDO NA ALIANÇA SAGRADA E, A EXEMPLO DAQUELE QUE SEM PERMISSÃO COLOCOU A MÃO NA ARCA DA ALIANÇA, SOFRERÁ AS CONSEQUÊNCIAS DO SEU ATO (Revelação de 4 de setembro de 2011);

7ª) EXPOR A MENSAGEM EMOLDURA NO LAR NADA MAIS É QUE FAZER UM ALTAR PARA DEUS; UM TESTEMUNHO DA ALIANÇA ENTRE O CASAL E O SENHOR; SINAL DE UNIÃO COM A DIVINDADE E NÃO DE AFASTAMENTO DA RELIGIOSIDADE (Josué 22:10/34).
  


OBSERVAÇÕES:

1. É proibida a reprodução não autorizada de qualquer das 3 obras, salvo a figura estampada da Mensagem Emoldurada, mas sem finalidade comercial e para se ter dentro de casa. 

2. Ninguém está autorizado a angariar valores monetários ou bens, em nome de quem quer que seja, ou envolvendo qualquer das 3 obras; denuncie o fato às autoridades, ou comunique pelos endereços eletrônicos: deusnolar@ hotmail.com.  - ou - deusnolar.2@bol.com.br

3. Caso você saiba ou venha a saber, por favor, não divulgue o nome do advogado que faz os relatos, pois não se deseja isto e o importante é transmitir a mensagem de Deus para as famílias. Ele AMA TODA FAMÍLIA, e odeia o divórcio. Ele, que é grandioso, bondoso... e tudo o mais que não conseguimos imaginar, quer ser nosso amigo e entrar em nossos lares e em nossos corações.

4. Sempre que possível repasse a mensagem adiante; alerte aos casais sobre os males do divórcio e a necessidade de obedecermos a palavra do Senhor; defenda sem cessar a união familiar; agradeça a Deus todos os dias pelo seu lar e interceda em favor de outros.

QUE DEUS ABENÇOE A VOCÊ E TODO AQUELE QUE ME AJUDAR NESTA MISSÃO DE DAR TESTEMUNHO DO ACONTECIDO, PARA LOUVOR E GLÓRIA DO SENHOR.

 www.deusnolar.blogspot.com

           


domingo, 11 de agosto de 2013

2 - PERGUNTAS E RESPOSTAS

www.deusnolar.blogspot.com

P E R G U N T A S  e  R E S P O S T A S
(texto em sua maior parte elaborado com base em questões formuladas por pastores formados em teologia)    

                                               Endereços: deusnolar@hotmail.com
                                                                 deusnolar.2@bol.com.br

1) Qual a sua religião?
R. Respeito e amo todas as religiões que seguem o Deus da bíblia, mas não estou filiado de maneira oficial a nenhuma delas. Digo que sou um cristão independente,  embora tenha um certo vínculo, um laço de grande gratidão, com a Igreja "Deus é Um Só", pois esta, através do seu Presidente e fundador, Pastor Luiz Gracioli, tem me dado todo apoio desde o início das revelações. Ao contrário de muitos lideres religiosos que outra coisa não fazem a não ser duvidar e questionar meus relatos e experiências. Nasci em lar católico e, mais tarde, depois das primeiras visões “desci às águas”, como dizem os evangélicos, no dia 15 de novembro de 2008. Ser membro registrado em alguma igreja envolve respeitar a doutrina da mesma. Sendo independente fico mais livre para repassar a mensagem a toda família que a aceite, qualquer que seja o seu culto. Gosto mais de falar para pessoas menos letradas na bíblia; que não se julgam grandes conhecedoras das escrituras. Elas têm o coração mais aberto e acolhedor; deixam-se levar pelo espírito, somente. Já os "grandes acadêmicos"... Santo Pai! Que martírio! Querem entender os fatos com base na palavra escrita ou com seus conhecimentos teóricos, o quê jamais conseguirão. Um fato tenho constatado ao longo desses anos: o maior percentual de pessoas que rejeita ou desconfia da mensagem é composto por evangélicos; dentre esses, pastores; dentre os pastores, aqueles graduados em teologia. Ou seja, dos mais entendidos, ou que assim se julgam, é que vêm os comentários contra minha missão. (v. postagem POR QUE TANTA REJEIÇÃO A ESTA FIGURA?)

2) Você não acha que a figura da Mensagem Emoldurada é uma idolatria?
R. Quem mais diz isto são pastores formados em teologia. Evangélicos mais humildes, católicos ou espíritas dificilmente afirmam tal coisa. Faço outra pergunta: idolatria a quem? Só se for a Deus, pois o que ela mostra – com os nomes do casal nas colunas – é que as duas pessoas estão aceitando a ordem, ou a mensagem, que DEUS É O SENHOR. Há algum pecado em idolatrar a Deus? Claro que não. Não olhe só para o objeto, mas sim para a frase; para o vocábulo em maior destaque na figura. As críticas me trazem à mente o fato de muita gente - inclusive pregadores - atacarem a cruz cristã, dizendo ela "lembra o sofrimento, a dor de Jesus"; que ela deveria ser esquecida, abandonada... Falam que é como guardar ou mostrar a faca que matou um irmão. Discordo dessa opinião. A cruz é um símbolo, um desenho ou uma matéria como qualquer outra. Depende de como você a usa ou vê. O que importa é a mensagem que a ela traz ao ser humano, em especial ao não evangelizado, no sentido de lembrar que alguém derramou seu sangue por nós. "Uma imagem vale por mil palavras". No passado, muitos por primeiro viram e ouviram sobre a cruz para, depois, chegarem até ao evangelho. Os primeiros e perseguidos cristãos deixavam o desenho da cruz de Cristo nas paredes das prisões, ou em outros lugais por onde passavam. Era uma forma de levar adiante a notícia sobre a vinda e o martírio do filho de Deus. Padres e missionários católicos sempre tiveram a cruz como bandeira das suas pregações. Com a Mensagem Emoldurada não é muito diferente; deve-se atentar sobre sua mensagem e não só para o objeto. Muitas denominações evangélicas possuem símbolos, emblemas... todos criados pelo homem, é certo, e ninguém fala que sejam idolatrias. Lembro que na época a figura tocou forte em meu coração e, a partir daí, passei a me dedicar ao estudo das escrituras; a me aprofundar e buscar o porquê da moldura e da frase sagrada nela contida. O quê ela está tentando transmitir ao casal? O sinal, a figura, o estandarte (o nome não importa), e a maneira como apareceu, despertou-me para uma nova caminhada. Com alguma outra pessoa - ou outras - irá acontecer o mesmo, estou certo disto.   

3) Você está certo de que a moldura, o estandarte, o sinal... é mesmo uma coisa sagrada?  
R. Sim, tenho certeza; é coisa sagrada. As evidências e os fatos são inúmeros; não é possível aqui descrever sobre tudo o que já aconteceu. Mas veja apenas o seguinte: Junto com as revelações vieram as ordens para eu não fazer mais divórcios; para alertar as pessoas que o casamento é uma aliança sagrada e intocável; que aquele que se divorcia cai em um "abismo de maldição e sofrimento"; que Deus não mudou sua palavra... Ora, que inimigo de Deus é esse que manda desobedecer a lei do homem (que permite o divórcio  "a torto e a direito") e obedecer as leis do Senhor!? Não faz sentido; uma coisa contradiz a outra.  

4) Por que você colocou, e sugere que se coloque, a Mensagem Emoldurada na parede como um ALTAR PARA DEUS?
R.  Muito embora eu não tenha certeza, porque isto não me foi revelado de maneira clara e direta (salvo o fato de que em uma madrugada quando eu olhava para o objeto na parede veio-me a ordem para abrir a bíblia em Josué 22:10-34/ Altar do Testemunho), penso que também é para isto que veio esse belo estandarte do além. Imagino que o sentido das 3 obras é confirmar o pacto entre Deus e o casal. Algo mais ou menos assim: "VOCÊ GLORIFICA O NOME DO SENHOR EM SEU LAR E ELE TAMBÉM ACOLHE O SEU NOME DENTRO DO SANTUÁRIO (DA CASA) DELE". Mas insisto em dizer que a escultura divina serviu por primeiro para me levar aos caminhos do Senhor. Por outro lado, fazer um altar é louvar, é glorificar o nome do Senhor. Abraão por onde passava edificava altares para Deus. Olhe que em DEUTERONÔMIO 11:20 as escrituras manda que se escreva os mandamentos de Deus nos batentes das portas das casas, e nos seus portões. Veja bem: quando colocamos um SALMO ou um versículo bíblico em destaque em nossa casa, ou em outro lugar, nosso gesto é na prática o mesmo: dar testemunho da nossa obediência, homenagear a Deus, glorificar o nome do Senhor... Nada mais. Veja o que diz as escrituras: "... em todo lugar onde eu fizer celebrar a memória do meu nome, virei a ti e te abençoarei" (Êxodo 20:24). 

5) E as outras 2 obras; o Livro da Tradição e o Santuário, qual o significado?
R.  Para elas, ao contrário da Mensagem Emoldurada (que simboliza o casamento/ o lar/ a família de Deus), não recebi nenhuma explicação específica sobre o seu significado, ou a razão para que elas fossem feitas; somente fiz o que me mandaram fazer, e pronto. Como diz um ditado popular: "Manda quem pode, obedece quem tem juízo". Deduzo muita coisa sobre o Livro da Tradição e o Marco das Colunasporém não tenho certeza de nada. Talvez seja um ponto inicial, uma referência, para o quê ainda há de vir; não sei. Quem sabe um dia sejam-me reveladas todas as razões. Mas pense um pouco: o quê consta no livro guardado no santuário? Não é somente os nomes dos casais que tem seus nomes gravados na Mensagem Emoldurada?  Pois bem, assim sendo, o normal quando o casal aceita, e grava seu nome na estampa, é colocar ela em um quadro que fica exposto em casa (se não fazem isto estão dando pouco valor para o objeto e o problema é delas), logo, fizeram então um altar para Deus. Dessa maneira, como já disse, penso que Deus acolhe em seu santuário o nome daqueles que acolheram o seu nome em casa. É o pacto, a aliança... Tanto é que lá dentro (no santuário) - e isto foi ordenado - está escrito: "Eu amo os que me amam..." (provérbios 8:17). Ou talvez porque, tudo no campo das hipóteses, seja para ficar como um memorial daquilo que aconteceu certa vez com um advogado, um tanto desviado e que ganhava dinheiro fazendo divórcios, mas que o Senhor escolheu para ser o transmissor de sua mensagem aos casais que estejam abandonando Sua palavra.    

6)  Por que não podem ser feitos cultos religiosos dentro do santuário?
R. Primeiro, porque assim foi determinado, através de revelação a uma outra pessoa que depois me transmitiu a ordem. Segundo, porque o local não é uma igreja – embora a construção seja parecida – mas sim uma edificação destinada a guardar o Livro da Tradição, onde constam nomes de casais de várias religiões. As 3 obras, em seu conjunto, transmitem uma mensagem aos casais, porém não se configuram religião, instituição ou aceita. 
        
7) No livro pode constar nomes de casais formado por pessoas que ainda não se casaram, civil ou religiosamente?
R. Também a respeito disto nada me foi detalhado pelo Invisível. Nas revelações me foi falado apenas que a Mensagem Emoldurada era "para se ter dentro de casa" e colocar no Livro da Tradição os nomes daqueles casais (homem e mulher) que a aceitaram. Fico mais tranqüilo quando escrevo os nomes daqueles que são casados, civil ou religiosamente, todavia, como nada me foi dito em contrário, desde que a pessoa aceite de bom grado eu também entrego a mensagem a outros casais (e os inscrevo no livro) que vivam juntos sob o mesmo teto, porque de fato representam uma família, em especial se tiverem filhos. Mas sempre os oriento a legalizarem sua relação familiar, por ser esta a vontade de Deus, penso eu.   

8) Você é contra um segundo casamento? O casamento não é um só? 
R. Eu já estava na segunda união quando passei a receber as visões e revelações (minha filha estava com 1 ano e 4 meses). Logo, quem sou eu para ser contrário a um outro enlace, após o primeiro? Uma segunda união, na qual marido e mulher vivam sob a palavra do Senhor, pode inclusive ser mais próspera e abençoada que uma primeira. Sempre digo que Deus, por ser bondoso, está de abraços abertos para nós; disposto a nos perdoar e conceder uma segunda chance,  desde que, com humildade, reconheçamos nossos erros e sigamos nos Seus caminhos para não errar mais. Eu, e muitas pessoas tivemos outra oportunidade, mas sei – e por isso advirto – sobre outras que não tiveram nova luz e nunca mais conseguiram sair do “abismo de maldição e sofrimento” (onde cai todo aquele que se divorcia) e acabaram, inclusive, pondo fim à própria vida. O melhor é obedecer; dar toda atenção e valor ao parceiro - ou parceira - da sua mocidade. O único caso que Deus autoriza (mas não deseja) o divórcio é quando há traição, todavia, o traidor pagará seu preço.

9) Qual a principal, ou principais, causa ou causas de divórcio?
R. A causa principal e originária de tudo é uma só: o esquecimento de DEUS COMO SENHOR DO UNIVERSO E DE NOSSAS VIDAS. Ou, traduzindo em uma só palavra: DESOBEDIÊNCIA. As pessoas vão à casa de Deus no dia do casamento mas não colocam Deus (por meio de sua palavra) em suas casas. O divórcio é a queda do homem e da mulher, em conjunto, como aconteceu com o primeiro casal no início do mundo. A causa e o causador são sempre os mesmos. Os atos se repetem desde Adão e Eva. O esquecimento de quem é o Senhor leva à desobediência, e esta à QUEDA definitiva. Homem ou mulher, quando se esquecem de Deus como seu Senhor, passam a aceitar outras coisas como “senhores” ou "comandantes" de suas vidas: orgulho, vaidade, avareza, luxúria, ira... As quais vão crescendo até a derrocada completa. O "inferior" faz uso, trabalha - de maneira lenta mas persistente - em cima de algum ponto fraco da pessoa, provocando sua derrota e humilhação, para depois fazer festa com a desgraça acontecida. Por exemplo, no caso do orgulho, como senhor do casal: pequenas pirraças levam a pequenos gestos de vingança; o "bate e rebate" vai aumentando (como uma infiltração que acaba alagando todo o recinto) até à tragédia final, com o divórcio. Em outras situações o casal deixa o dinheiro (avareza) ser o senhor de suas vidas; a prostituição (luxúria); a vaidade; o vício... A chave contra tudo isto é a proteção divina; um escudo disponível somente para os que estão em comunhão constante com Deus, através da OBEDIÊNCIA à Sua palavra e resistência à tentação do seu inimigo. 

10) O quê fazer para evitar as brigas entre casais?
R.  A arma está na palavra sagrada. Antes disso, na mensagem: nunca esquecer que DEUS É O NOSSO SENHOR. Se ele é o nosso Senhor, então devemos obedecer-Lhe, mesmo que isso signifique contrariar nosso ego; matar nossos desejos carnais... Renunciar - de imediato - a vaidade, o orgulho, os atos de vingança; a tentação para o adultério...  Adulterar não é, como já foi dito em outra parte, trair o cônjuge, mas sim, destruir o pacto que o casal tem com Deus. Outras providências: purificar o lar; “vigiai e orai”; buscar o reino de Deus... Orar no lar e em família. Selecionar amizades; programas televisivos... Tirar de perto de si, cortar pela raiz, coisas que contaminam o corpo e a mente, em especial o álcool e o sensualismo. O primeiro pode lavar ao consumo de drogas e o segundo ao adultério. Uma prática salutar: dar, transferir... à outra pessoa um pouco do amor que se tem para consigo mesmo, por si próprio, para que ela nunca se sinta só na sua caminhada. (ver postagem: ALIANÇA COM DEUS = LAR FELIZ).

11) Não é melhor se divorciar do que brigar, principalmente quando se causa tristezas aos filhos?
R. Nenhuma das duas atitudes são boas; ambas trazem desgraças para a pessoa. Só que para as brigas, para os desentendimentos, há solução: basta invocar a ajuda de Deus. Todavia, o ser humano distante do Senhor caminha junto com a rebeldia; com o orgulho e com a vaidade. Essas situações, ou comportamentos, impedem marido e mulher de se humilhar, de dobrar os joelhos... e assim, com humildade, pedir a ajuda de Deus. Quando nosso carro ou qualquer outro objeto se quebra o normal é buscamos aquele que conserta. Já no casamento, quando o casal está em atrito, nenhum dos dois procura buscar reparo para sanar o mal; cada um abraça seu orgulho, ou sua “pirraça”, e passa a atacar o outro CONJUGE como seu maior inimigo, esquecendo-se que está cavando a própria sepultura, pois são "uma só carne". Para o divórcio, ao contrário das brigas, não há solução. Uma vez acontecido, não tem volta, é só esperar pelas tristezas e desgraças que virão.


12) Você não acha que isto é uma coisa entre só você e Deus, e não para que seja divulgada a outras pessoas?
R. Antes fosse assim. Meus trabalhos e minhas tarefas estariam acabadas, sem necessidade de mais nada, depois de feitas as 3 obras. Mas não, as revelações são muito claras no sentido de que a mensagem deve ser levada a outras moradas; a outros cristãos. Principalmente àqueles que pensam em se divorciar. Neste caso, devo repassar o alerta que me foi dado, ou seja: "aquele que se divorcia cai em um abismo de maldição e sofrimento". Esta é uma obrigação que tenho e se não a cumprir estou sendo faltoso para com Deus. Se a pessoa vai acatar ou não o aviso, isto é problema dela; eu fiz a minha parte. A respeito, lembro que lá no início da missão, quando estava pensando em abandonar tudo devido aos ataques que vinha recebendo dos tais "estudiosos da bíblia". Logo cedo apareceu em meu escritório um evangélico metodista que eu nunca tinha visto antes, e que não sabia o drama que eu estava vivendo em razão dos comentários duvidando das revelações; trazia na mão o livro sagrado, e marcando o texto que, segundo ele, por revelação do Espírito Santo de Deus naquela noite, deveria ser lido para mim: o Atalaia de Israel (EZEQUIEL 3:16/21). O fato me comoveu muito e deixei de me importar com as agressões.

O LIVRO DA TRADIÇÃO, com nomes de casais que receberam a mensagem emoldurada 

                            Santuário da Guarda do Livro, o MARCO DAS COLUNAS


           MENSAGEM EMOLDURADA, usada como um altar para Deus no lar


"O Poderoso, o Deus, o Senhor, Deus dos deuses, ele o sabe, e Israel mesmo o saberá. Se foi em rebeldia ou por infidelidade contra o Senhor (que edificamos o altar), que ele hoje mesmo nos castigue." (JOSUÉ 22:22)


www.deusnolar.blogspot.com

sábado, 10 de agosto de 2013

3 - ESTAMPA REPRODUZIDA = UM ALTAR PARA DEUS



PROIBIDA A VENDA OU A REPRODUÇÃO COMERCIAL 

                                              "O Senhor me respondeu e disse: Escreve a visão, grava-a sobre tábuas, para que a possa ler até quem passa correndo"  (HABACUQUE 2:02)   

1) -  A figura  da  Mensagem  Emoldurada (um estandarte ou sinal de Deus para o lar),  além de ser o símbolo do casamento, da família de Deus, pode servir - e creio que esta seja também uma das razões de sua criação - para se erguer um ALTAR PARA DEUS, dentro do nosso lar. 

2) - Faça uso dos recursos da computação eletrônica para reprodução de fotos digitais e reproduza a estampa da Mensagem  Emoldurada, escrevendo o nome do homem na primeira coluna e o da mulher na segunda; coloque em um quadro de mesa ou na parede. Para ficar mais lindo ainda instale um refletor, para manter a mensagem iluminada quando apagadas as demais luzes. 

3) - Mas atenção: a figura é para se ter dentro de casa, conforme foi ordenado no dia da revelação. Em ambiente fechado. Jamais a coloque em locais abertos ou externos, como um portal, por exemplo. É perigoso desrespeitar ordens SUPERIORES (sequer o santuário pôde ser construído nesse formato).

"... EM TODO LUGAR ONDE EU FIZER CELEBRAR A MEMÓRIA DO MEU NOME, VIREI A TI E TE ABENÇOAREI." (Êxodo 20:24) 
"ALEGRAR-TE-ÁS PERANTE O SENHOR, TEU DEUS, TU, E O TEU FILHO, E A TUA FILHA, E O SEU SERVO, E A TUA SERVA, E O LEVITA QUE ESTÁ DENTRO DA TUA CIDADE, E O ESTRANGEIRO, E O ÓRFÃO, E A VIÚVA QUE ESTÃO NO MEIO DE TI, NO LUGAR QUE O SENHOR, TEU DEUS, ESCOLHER PARA ALI FAZER HABITAR O SEU NOME." (Deuteronômio 16:11)

OBSERVAÇÕES:

1) Nenhuma das 3 obras (Mensagem Emoldurada - Livro da Tradição - Marco das Colunas) deve ser usada para gestos de veneração ou adoração; o importante é o que a palavra e a mensagem apresentam: Deus é o nosso Senhor. 

2) Instalar a estampa - contendo a frase bíblica -, ou qualquer outro texto bíblico (um SALMO por exemplo), é simplesmente um gesto de louvor ou adoração ao Senhor; uma homenagem a Deus; um testemunho da nossa fé (Altar do Testemunho - Josué 22:10/34);. 

3)  Se a pessoa, após instalar o altar para Deus em sua casa, quiser que o nome do casal seja lançado no "Livro da Tradição", faça contado pelo e-mail: deusnolar @ hotmail.com.br - ou - deusnolar.2 @ bol.com.br


O Valor da Adoração a Deus no Lar

Introdução

No Livro de Gênesis, Cap. 3 e no Salmo 128, encontramos o valor da adoração a Deus no lar. Deus deseja que, em cada lar, haja um ambiente espiritual que honre e glorifique o Seu nome.

A maioria dos pais crentes não têm percebido a necessidade da adoração no lar, imaginando que só a igreja local atende às necessidades espirituais de sua família. Mas isso é um engano. Meditemos um pouco no assunto.

I - Deus quer estar presente no lar

1. NO PRIMEIRO LAR, DEUS ESTAVA PRESENTE.

Deus visitava; Deus falava; Deus orientava o primeiro casal; 
Enquanto obedeceram à voz de Deus, havia um culto maravilhoso no lar edênico. 
Quando desobedeceram, Satanás prevaleceu. 
HOJE, acontece a mesma coisa: Deus no lar: Harmonia, paz, amor. Deus fora do lar: falta de amor, ciúmes, contendas, brigas; desunião.

II - Com Deus no lar, A família é feliz


L. O PAI DE FAMÍLIA É FELIZ(SL 128.1)

Ele teme a Deus e ANDA nos seus caminhos...
Adora a Deus; reparte felicidade com os seus;
É companheiro e amigo dos filhos e da esposa, ajudando-os a serem bons crentes;
Ele ama a esposa e dá exemplo aos filhos;
Tem cuidado e zelo pela família (Ver 1 Tm 5.8);

2. A MÃE, ESPOSA E MULHER É FELIZ(SL 128.3A)

Ela é comparada a uma ÁRVORE FRUTÍFERA:
Dá fruto, dá sombra, dá abrigo, dá aconchego;
A árvore precisa ser cuidada: amor, zelo, afeto, carinho;
É diligente (Pv 31.27: é virtuosa (Pv 31.10-11);
É admirada e elogiada pelo esposo e pelos filhos (Pv 31.28-29).

3. OS FILHOS SÃO ABENÇOADOS(SL 128 3B)

São comparados a PLANTAS DE OLIVEIRAS:
Dão fruto: Ver Gl 5.22-23;
Dão azeite (unção do Espírito Santo);
Dão sombra (amparo, abrigo contra o desconforto);
As plantas precisam ser regadas, cuidadas: amor, cuidado, afeto, tempo, diálogo.

4. A PROSPERIDADE NO LAR CRISTÃO(SL 128.2; 4-6; DT 28)

Prosperidade em tudo (Sl 1.1-3);
Bênção na cidade (Dt 28.3a); Bênção no campo (Dt 28.3b-4);
Bênção na vida doméstica (Dt 28.5,8);
Bênção dentro e fora de Casa (Dt 28.6; Sl 121.8);
Bênção diante dos inimigos (Dt 28.7; Sl 23.5);
Bênção na parte financeira (Dt 28.12).

III - A Adoração a Deus no Lar é Mandamento de Deus (Dt 11.18-21)

1. OS PAIS DEVEM TER A PALAVRA NO CORAÇÃO(V. 18)

Do coração procedem as saídas da vida (Pv 4.21-22);
A boca fala do que o coração está cheio (Lc 6.45);
"A morte e a vida estão no poder da língua" (Pv 18.21);

2. OS PAIS DEVEM TER A PALAVRA DE DEUS NAS MÃOS(V. 18)

As mãos devem ser usadas de acordo com a Palavra de Deus todos os dias;
O toque das mãos pode conduzir bênçãos com a palavra. Jacó abençoou os netos, tocando neles (Gn 48.8-10;13-16).

3. OS PAIS DEVEM ENSINAR A PALAVRA CUIDADOSAMENTE(V. 19)

Ensinar assentado em casa(v 19);
Ensinar andando pelo caminho;
Ensinar durante o dia;

4. O VALOR DO CULTO DOMÉSTICO

4.1. Período
Deve ser feito diariamente: durante 10 a 15 minutos apenas;
4.2. Procidências
Providências preliminares: reunir a família e mostrar a necessidade do culto doméstico.
4.3. Roteiro - pode variar
1) Cânticos de corinhos ou de hinos de que todos gostem;
2) Leitura de pequeno trecho da Bíblia: cada dia, um membro da família ler; ou todos lêem alternadamente os versículos (isso ajuda a participação maior);
3) Um comentário rápido e significativo pode ser feito, enfatizando os pontos, aplicando-os à vida da família;
4) Pedidos de Oração: cada um pede por seus problemas e pelos outros;
5) Oração: uma só, por um membro da família ou fazem oração um após outro;
4.4. Obstáculos
1) Desencontros dos horários da família: O pai trabalha em um horário; a mãe trabalha em outro; os filhos saem cedo para a escola; horários desencontrados;
2) Fadiga: o trabalho e os estudos em excesso conspiram contra o culto doméstico;
3) Pouca importância: muitos passam horas e horas diante da TV, mas não encontram tempo para o culto doméstico.

Tudo isso dificulta mas não deve ser usado como desculpas para a não realização do culto doméstico. O Inimigo pode agir nessas coisas. 

É preciso colocar o culto doméstico como prioridade no lar. Só traz bênçãos para a família.

Os obstáculos podem ser vencidos com o Poder do Espírito Santo e o esforço de todos, principalmente dos líderes do lar (Pai e mãe). Há tempo para tudo (Ec 3.1); Podemos tudo naquele que nos fortalece (Fp 4.13).
CONCLUSÃO:
A adoração a Deus no lar precisa ser valorizada. A avalanche de pecados que são jogados contra os lares, especialmente através da mídia (TV, rádio, literatura pornográfica, etc...) só pode ser derrotada com a família unida em torno do altar da adoração a Deus. É melhor desligar o altar da televisão e acender o ALTAR DA ADORAÇÃO. 

PAI E MÃE: não dêem desculpas que agradem ao inimigo. REALIZEM O CULTO DOMÉSTICO COM SEUS FILHOS. Que Deus nos abençoe (Nm 6.24-26).
Autor: Pr. Elinaldo Renovato de Lima

www.deusnolar.blogspot.com

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

4 - ALIANÇA COM DEUS = LAR FELIZ

                  REGRAS PARA O SUCESSO CONJUGAL
                                           (www.deusnolar.blogspot.com)          
Penso que o plano de Deus para o homem na terra é uma vida feliz em união familiar. Homem ou mulher, sozinhos, não têm felicidade completa. Um precisa do outro para caminhar com prosperidade. Na obediência a Deus e em colocar seus mandamentos e leis no comando do lar e da família está o segredo para o sucesso permanente. As leis de Deus são as únicas que têm validade plena; quer para aqueles que nelas acreditam, quer para os que não acreditam. Só acreditar não resolve, é preciso cumprir; e cumprir com amor.

"Manda quem pode; obedece quem tem juízo"(DITADO POPULAR)

                  "...PORTANTO, O QUE DEUS UNIU NÃO SEPARE O HOMEM" (Mateus 19:06)

                   Endereços: deusnolar@hotmail.com
                                        deusnolar.2@bol.com.br  
                        
As regras adiante se aplicam a todos nós, casados, na convivência diária, e àquele que delas queira se valer para orientar casais mais jovens ou em crise. Elas foram formuladas - e são reescritas de forma constante - com base naquilo que veio, e vem, nas revelações; nas inspirações de madrugada; nas experiências de vida... Observando e estudando o caminhar de pessoas envolvidas em separações ou divórcios; o quê acontece com elas antes e após a ruptura conjugal. 


R E G R A S   F U N D A M E N T A I S :

1ª) OBEDIÊNCIA - O casamento é uma união sagrada e indissolúvel criada por Deus para prevalecer sem a menor interferência humana. MATEUS 19: 06 Portanto, o que Deus uniu não separe o homem.  A separação ou o divórcio conjugal significa a queda do casal. Uma queda semelhante, ou até pior, àquela de Adão e Eva, pois estes caíram em um mesmo abismo e depois saíram juntos para enfrentar as lutas. Já o casal que se divorcia tem valas diferentes; cada qual cai em seu próprio precipício, que pode ser maior ou menor que o do outro, variando de acordo com a culpa de cada um. Mas a causa das quedas, tanto no passado como hoje, é sempre a mesma; Desobediência; ou rebeldia. O primitivo casal caiu em sofrimento porque, ao esquecerem de quem era o Senhor deles, e assim desobedeceram a Deus. Homem e mulher, individualmente ou em conjunto (casal), devem obedecer ao Senhor, nosso Deus. Esta é a regra principal. Por si só já bastaria; não precisaríamos de outras, que são simples detalhes, pormenores ou explicações, daquela primordial. O sucesso e a vitória são sustentados por 2(dois) pilares: OBEDIÊNCIA a Deus e RESISTÊNCIA às tentações inferiores. DEUTERONÔMIO 28: 01/02 Se atentamente ouvires a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus preceitos que hoje te ordeno, o Senhor, teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra. - Se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bençãos: ... Portanto, para ser um vencedor e derrubar todo e qualquer obstáculo na vida, a chave é uma só: LEMBRAR de Deus e OBEDECER Sua lei, porque Ele não mudou, não muda, Sua palavraPROVÉRBIOS 03:01 Meu filho, não se esqueça da minha lei, mas guarde no seu coração os meus mandamentos, pois eles prolongarão a sua vida por muitos anos e lhe darão prosperidade e paz. Por exemplo, quando Deus, já nos 10 mandamentos, fala para o homem - e também à mulher - não adulterar, é porque se fizermos isto teremos desgraças contra nós. Atente que ele coloca este pecado entre e perto de outras duas graves transgressões: matar e roubar. 7º Mandamento: ÊXODO 20:14 Não adulterarás. - O adultério é a falha mais intensa que um cônjuge pode cometer contra o outro, pois quebra o pacto de fidelidade e o juramento perante Deus. O ato é repugnante aos olhos do Criador. MALAQUIAS 02:13/14 Há outra coisa que vocês fazem: Enchem de lágrimas o altar do Senhor; choram e gemem porque ele não dá atenção às suas ofertas nem as aceita com prazer. E perguntais: Por que? É porque o Senhor é testemunha entre você e a mulher da tua mocidade, pois você não cumpriu a sua promessa de fidelidade, embora ela fosse a sua companheira, a mulher do seu acordo matrimonial. A palavra das escrituras é dirigida ao homem como raça humana, o que envolve por igual a mulher. Assim, a infidelidade é ao mesmo tempo uma deslealdade; uma falsidade. Atitude que agride ao pacto sagrado e a lei de Deus, causando uma rejeição das "ofertas" que o ofensor venha a fazer ao Senhor. No Novo Testamento Jesus repete a ordem de Deus. MATEUS 05:27/28 Ouviste o que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu porém vos digo que qualquer que atentar numa mulher para cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela. A palavra adultério, na sua etimologia não significa traição, como alguns pensam, mas sim, modificação, alteração da natureza, rompimento da pureza, destruição, corrupção, prostituição... Logo, quem trai comete adultério porque destrói o casamento; macula a aliança sagrada; quebra o juramento feito perante o altar de Deus, e para Deus. PROVÉRBIOS 06:32 Mas o homem que comete adultério não tem juízo; todo aquele que assim procede a si mesmo se destrói. Um alerta: O Adultério sempre começa com um simples pensamento ou pequenos gestos errados que vão se ampliando até a queda fatal. Quando alguém comete adultério seu coração já vinha se contaminando há longa data. Portanto, esteja sempre alerta e obediente a Deus. Veja GÊNESIS 04:06/07 O Senhor disse a Caim: "Por que você está furioso? Por que se transformou seu rosto? Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo". O lar só permanece firme se houver uma obediência constante à palavra do Senhor, a qual ordena em especial que homem e mulher sejam fiéis, leais, entre si; que santifiquem a casa e cumpram cada um com sua missão. Nunca devemos adotar os “modismos” ou doutrinas mundanas, que nada mais fazem do que desvirtuar as pessoas das escrituras sagradas. HEBREUS 13:07 Não vos deixeis envolver por doutrinas várias e estranhas... A função da mulher é ser auxiliadora do marido. A do homem é ser comandante do lar; seu provedor e protetor, dispensando atenção e carinho à mulher e aos filhos. O apego a doutrinas ou ensinamentos humanos leva a pessoa ao sofrimento e à tristeza. É uma desobediência enorme aos princípios divinos afirmar-se que a mulher é igual ao homem; que ela não deve aceitar suas determinações, etc. Nada disso. Eles - homem e mulher - jamais serão idênticos; cada qual tem sua própria natureza e chamado, definidos pelo Criador desde o início do mundo. Veja o caso da doutrina do "feminismo", que afirma - em síntese - não estar a mulher sujeita à direção do marido. Isto contraria o que está dito em GÊNESIS 03:16 ...o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará. - Os homens, da mesma forma, estão caindo em doutrinas diabólicas e enganadoras. Costumam adotar o “machismo” que, absurdamente, ensina-lhes que serão tanto mais homens quanto mais mulheres tiverem (ou maltratarem). Quem entra nessa armadilha jamais terá felicidade no lar. O homem que abandona seu lar e sua família finda sendo também culpado pelos erros de sua mulher e finda sofrendo pelos desvios da companheira, porque não atentou para o seu dever de pai e marido, ao se deixar levar por outras leis. SALMOS 04:02 Ó homens, até quando tornareis a minha glória em vexame, e amareis a vaidade, e buscareis a mentira? A mulher, quanto mais tenta ser independente para se igualar ao homem, mais ela se destrói ao abandonar sua condição de fêmea. Chega a um ponto onde não é mulher nem homem. Termina por se tornar um ser corrompido, deformado, espiritualmente. Fala e age como homem mas não é homem. De tanto afirmarem que são iguais ao homem, muitas findam adotando os desejos masculinos e da mesma forma passam a gostar de mulher, quando não caem em outra espécie de maldição. ROMANOS 01:29 E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes,... Então, aquela que não se sujeita ao marido, torna-se rebelde e acaba levando-o, por outro lado, a não lhe dedicar carinho e a renunciar ao comando do lar. Daí pra frente é um jogo de empurra em que cada um culpa o outro pelas desavenças. Enquanto isso, as sementes do mau vão se implantando e germinando na vida dos dois. PROVÉRBIOS 21:16 Quem se afasta do caminho da sensatez repousará na companhia dos mortos. A "Submissão" ao marido não quer dizer "escravidão". Mas sim que a missão da mulher está abaixo, em seguida, à do marido (submissão deve - ou deveria - significar: juntos na missão). Ou seja, o papel da mulher consiste em ajudar o homem na sua missão de ser carinhoso e protetor para com ela. Por mais de uma vez a PALAVRA de Deus é clara a respeito do dever de cada cônjuge. EFÉSIOS 05:22/33 As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor; porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo. Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido. Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra, para apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito. Assim também os maridos devem amar sua mulher como ao próprio corpo. Quem ama a esposa a si mesmo ama. Porque ninguém jamais odiou a própria carne; antes, a alimenta e dela cuida, como também Cristo o faz com a igreja; porque somos membros do seu corpo. Eis que deixará o homem a seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher, e se tornarão os dois uma só carne. Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja. Não obstante, vós, cada um de per si também ame a própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite ao marido. A ordem de submissão ao marido é a determinação bíblica que grande parte das mulheres menos aceitam. Acham que é coisa do passado; que isto não tem mais validade... Porém estão enganadas; levadas a erro pelas mensagens (falsas) do mundo. PROVÉRBIOS 14:01 A mulher sábia edifica sua casa, mas com as próprias mãos a insensata derruba a sua. A mulher só será feliz se e quando obedecer a palavra de Deus. Quando ela aceita o comando do marido estará se curvando ao Senhor e não ao homem. As escrituras mencionam que até os votos que a esposa fizer a Deus estão sujeitos à confirmação ou anulação pelo varão. Ou seja, o próprio Deus, e até naquilo tão sagrado que a mulher promete a Ele, autoriza o homem a confirmar ou não. É um ensinamento, um estatuto, bíblico.  NÚMEROS 30:10/13 Porém, se (a mulher) fez voto na casa de seu marido ou com  juramento se obrigou a alguma abstinência, e seu marido o soube, e se calou para com ela, e lho não desaprovou, todos votos dela serão válidos; e lhe será preciso observar toda a abstinência a que a si mesma se obrigou. Porém, se seu marido lhos anulou no dia em que o soube, tudo quanto saiu dos lábios dela, quer dos seus votos, quer da abstinência a que a si mesma se obrigou, não será válido; seu marido lhos anulou, e o Senhor perdoará a ela. Todo voto e todo juramento com que ela se obrigou, para afligir sua alma, seu marido pode confirmar ou anular. O homem, por sua vez, deve cumprir a lei sagrada e se dedicar à mulher e esposa. Um marido e pai que permanece em bares, ou em outros locais não convenientes, fica de todo distante de seus deveres para com Deus. Logo, sem condições para corrigir a mulher e os filhos. Um marido que chega alcoolizado em casa, ou que se dedica ao consumo de drogas, ou outro vício, cava seu próprio sepulcro. Outro pecado que atinge muitos aos homens: preguiça, ou irresponsabilidade em suas atitudes e negócios. O marido nesses condições torna-se um fardo para esposa e filhos. O apóstolo Paulo cita, para o casal: PEDRO 03: 01/07 Mulheres, sede vós, igualmente, submissas a vosso próprio marido, para que, se ele ainda não obedece à palavra, seja ganho, sem palavra alguma, por meio do procedimento de sua esposa, ao observar o vosso procedimento cheio de temor ... Maridos, vós, igualmente, vivei a vida comum do lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher como parte mais frágil, tratai-a com dignidade, porque sois, juntamente, herdeiros da mesma graça de vida, para que não se interrompam as vossas orações. Segundo essas palavras sagradas, o bom agir da mulher leva à transformação do marido (e vice-versa). Até hoje não encontrei nenhuma mulher, ou homem, que viva feliz contrariando a palavra de Deus. A rebeldia contra a palavra nos afasta da paz do Senhor e, quando menos se espera, leva à desgraçaSALMOS 78:01 Escutai, povo meu, a minha lei; prestai ouvidos às palavras da minha boca. SALMOS 128:01/03 Bem aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos. Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo irá bem. Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa.  

2ª) PRIORIDADE – Priorizar a família, o cônjuge, é fundamental. Abaixo de Deus, as pessoas e as coisas do lar devem estar um primeiro plano. Família é tesouro (o maior de todos), e de tesouro se cuida; zela-se e dá atenção. Não custa relembrar que familiares são aqueles da casa. Primeiro a esposa (ou o esposo) e depois os filhos; nesta ordem. Parentes (inclusive os pais) ou amigos íntimos, igreja ou trabalho, são secundários ao casal, pelo que afirma a bíblia. MATEUS 06:21 ... porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração. A mulher não deve trocar o lar pelas amigas, novelas, andanças... Não deve deixar sua casa para visitar ou levar seus problemas aos pais ou a outras pessoas. PROVÉRBIOS 31:30/31 A beleza é enganosa e a formosura é passageira; mas a mulher que teme o Senhor será elogiada. - Que ela receba a recompensa merecida, e as suas obras sejam elogiadas à porta da cidade. O marido não deve frequentar botecos, jogatinas, festas ocultas, etc ... Não deve também levar ou confidenciar seus problemas domésticos a amigos ou parentes. PROVÉRBIOS  23:20/21 Não ande com os que se encharcam de vinho, nem com os que se empanturram de carne. - Pois os bêbados e os glutões se empobrecerão, e a sonolência os vestirá de trapos. O lar merece ser o ambiente mais agradável, uma vez que é aonde se alimenta, se abriga, se alegra, se descansa... O melhor e mais importante lugar para louvar a Deus. Na sociedade moderna não só o marido mas também a mulher trabalha distante de casa; viajam a negócios ou estudos... Todas essas atividades podem ser exercidas sem nenhuma mácula ao pacto, desde que cada cônjuge tenha fixo na mente (e no coração) que seu lar, sua família, estão em primeiro plano. Estejam marido e mulher onde estiverem, tenham sempre dentro si as ordens de Deus. Sendo tentado, a tática é cortar o mal pela raiz; eliminar o perigo. PROVÉRBIOS 26:11 O prudente percebe o perigo e busca refúgio; o inexperiente segue adiante e sofre as consequências. Homem e mulher precisam limitar suas palavras e comportamentos, quando frentes a pessoas do outro sexo. Pequenos descuidos levam ao desrespeito e ao pecado maior. 


3ª) SANTIFICAÇÃO – Santificar o lar é uma tarefa constante. Sem nos esquecermos que primeiramente temos de santificar a nós próprios; nosso corpo e nossa mente. Homem e mulher devem fazer da casa um templo de Deus e para Deus. Coisas e palavras ruins expulsam os anjos que acampam no lar e atraem as hostes do mal. Eliminar, dentre outras coisas: alcoolismo, material pornográfico, armas de fogo, atos e palavras que desagradam a Deus. São igualmente perigosos: programas televisivos depravados e que nada transmitem de útil à família; uso indevido de computadores; jogos e diversões com temas de violência ... DEUTERONÔMIO 07:26 Não colocarás, pois, coisa abominável em tua casa, para que não sejas amaldiçoado, semelhante a ela; de todo, a detestarás e, de todo, a abominarás, pois é amaldiçoada. Consagre o lar a Deus; frequente um templo  religioso ao menos uma vez por semana, com os demais membros da família; louve e interceda a Deus todos os dias, dentro do lar, ensinando sua palavra aos filhos, desde pequenos. Faça um altar, um tabernáculo, um santuário ... para Deus, no interior da casa. ÊXODO 20:24 Um altar de terra me farás ...  em todo lugar onde eu fizer celebrar a memória do meu nome, virei a ti e te abençoarei. Deus mandou Moisés fazer um altar. Então ele o fez cumprindo ordens, é certo, mas isto não quer dizer que outras pessoas não possam repetir o gesto, o quê certamente agradará ainda mais ao Senhor, penso eu, porque ao contrário daquele será de maneira espontânea.   


4ª) PRIVACIDADE - O lar, a casa, é um local privativo (quase secreto) onde se guarda um grande tesouro. E aonde se tem tesouro não se permite a entrada de qualquer um. Mantém-se a intimidade e não se exibe, não se mostra, sem os devidos cuidados,  o que é valioso. Estranhos, parentes ou amigos íntimos, não devem se intrometer na, ou saber da, vida conjugal. Veja: GÊNESIS 02:24 Portanto, deixará o homem seu pai e sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne. Este preceito, além de lembrar-nos que tudo que um dos cônjuges fizer ao outro (bem ou mal) estará fazendo a si próprio (pois se constituem um só corpo),  por igual evidencia que em virtude do casamento homem e mulher se separam completamente da casa dos pais que, a partir de então, tornam-se apenas parentes; as famílias passam a ser independentes. Causa desavenças no novo lar o fato de sogro ou sogra interferirem na vida dos cônjuges. Estes, por sua vez, não devem levar seus atritos até os pais ou sogros, ou a algum outro parente ou amigo. Isto quebra a privacidade e a cumplicidade no lar. Tudo deve ser solucionado em casa; entre as quatro paredes. Quando muito, e desde que haja uma segurança absoluta na lealdade e correção do pregador, levar o caso apenas a algum homem de Deus (padre, pastor, rabino, ancião...) que aplique com severidade a lei do Senhor contra o divórcio (dizemos isto porque lamentavelmente nos dias atuais vemos alguns religiosos fugindo da Lei Sagrada e apoiando a extinção do vínculo) MATEUS 07:21 Nem todo aquele que me diz: "Senhor, Senhor", entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. As pessoas que se casam e permanecem com o umbigo grudado na casa dos pais estão pedindo para que seus lares sejam destruídos. Pais que se intrometem, que vão xeretear na casa dos filhos, estão levando infelicidade para eles. Cuidado com aqueles que passam a interferir em sua casa, a pretexto de dar conselhos. JÓ 12:13 Deus é que tem sabedoria e poder; a ele pertencem o conselho e o entendimento. - Todos os conselhos úteis e verdadeiros encontramos nas Escrituras Sagradas. 2 TIMÓTEO 03:16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça. O inferno está cheio de gente bem intencionada; de gente que gosta de dar conselhos. Uzá, quando tocou na arca sagrada estava bem intencionado mas isto de nada lhe adiantou; não se livrou do castigo de Deus. A ordem do Senhor era que ninguém tocasse na arca, a não ser o sacerdote escolhido. Assim é o casamento; algo intocável e inviolável... Não pode ser tocado, sob nenhum pretexto. As eventuais desarmonias do casal devem ser resolvidas dentro de casa; entre os dois, sob a palavra de Deus. Não busque ajuda de terceiros, mas sim a palavra e a benção de Deus, para resolver eventuais atritos no lar. SALMOS 77:01 Elevo a Deus a minha voz e clamo, elevo a Deus a minha voz, para que me atenda. Buscar ajuda de terceiros é "descer ao Egito" ISAÍAS 31:01/06 Ai dos que descem ao Egito em busca de socorro e se estribam em cavalos; que confiam em carros, porque são muitos, e em cavaleiros, porque são mui fortes, mas não atentam para o Santo de Israel, nem buscam ao Senhor! Todavia, este é sábio, e faz vir o mal, e não retira suas palavras; ele se levantará contra a casa dos malfeitores e contra a ajuda dos que praticam a iniquidade... Convertei-vos, pois, ó filhos de Israel, àquele de quem tanto vos afastastes. Parentes ou amigos não devem participar, não devem saber do que acontece entre o casal. Noticiar atritos a outras pessoas só aumenta a discórdia; faz com que terceiros se enraiveçam injustamente contra o outro cônjuge e sem perceberem passem a apoiar a ideia de separação. Não ir dormir sem antes conversar e resolver o assunto; não levar a mágoa para a cama. Solucionar a questão a sós, perante o Senhor. Nunca separar cama, ainda que os ânimos não estejam bem. Deixar a cama é chamar o inimigo para ocupar o espaço.


5ª) RENÚNCIA - Renunciar envolve o abandono, o "enterro" de sentimentos negativos; o "sepultamento" da vaidade, da soberba, da ira, da vingança... MATEUS 23:12 Pois do interior do coração dos homens vêm os maus pensamentos, as imoralidades sexuais, os roubos, os homicídios, os adultérios, as cobiças, as maldades, o engano, a devassidão, a inveja, a calúnia, a arrogância e a insensatez. Todos esses males vêm de dentro e tornam o homem impuro. Em obediência ao Senhor, cada cônjuge deve ter em mente que, ao renunciar as emoções ou sentimentos negativos, não um estará se curvando ao outro mas sim a Deus. O orgulho, a ira, a arrogância ou a soberba, normalmente levam à "pirraça" e ao insulto; ou mesmo ao desprezo. Coisas extremamente perigosas e que aos poucos findam em adultério; na destruição total do matrimônio. Tais atos invariavelmente são praticados com intuito de vingança. Erro grave e pecaminoso, mas bastante comum entre os casais. A situação fica mais séria ainda quando vem a rejeição carnal. Veja: CORÍNTIOS 07: 02/06 ... Que os dois não se neguem um ao outro, a não ser que concordem em não ter relações por algum tempo a fim de se dedicar à oração. Via de regra o ato revanchista de desprezo ou rejeição se dá pelo proferir de palavras ofensivas ou injuriosas; pelo "virar de rosto"; pela negativa de relação... E, como uma vingança provoca outra, a ideia repugnante do adultério vai sendo alimentada e executada. Neste caso, não só o traidor (ou traidora) terá contra si as consequências pelo divórcio, mas também a outra parte. O gesto de vingança sempre traz resultado negativo, justamente porque contraria a palavra de Deus. A bíblia, por mais de uma vez, afirma que a vingança pertence ao Senhor. SALMOS 94:01 Ó Senhor Deus, a quem a vingança pertence; mostra-te resplandescente. ROMANOS 12:19 Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: "Minha é a vingança; eu retribuirei", diz o Senhor... Controlar a ira ou qualquer outro sentimento negativo (principalmente para as pessoas de espírito perturbado e que de imediato se sentem agredidas) não é tarefa fácil (o inimigo de Deus age nessa fraqueza e provoca as pessoas à desobediência). No entanto, busque, clame a Deus que Ele te dará amparo. SALMOS 145:18/19 O Senhor está perto de todos os que o invocam, de todos os que o invocam com sinceridade. - Ele realiza os desejos daqueles que o temem; ouve-os gritar por socorro e os salva.


6ª) INTERSEÇÃO - Interceder, orar, clamar... Agradeça a Deus pelo seu lar e interceda em prol de outros. Faça isto todos os dias. Oração + oração, sem descansar. JEREMIAS 29:12 Então vocês clamarão a mim, virão a mim, e eu os ouvirei. Esteja o casal em conflito ou não, pois os que estão em harmonia da mesma forma recebem "ataques". Orar por nossos amigos (e também aos inimigos) agrada a Deus. JÓ 42:10 Mudou o Senhor a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos: e o Senhor deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra. Insistir na reconciliação daqueles que já se separaram, a menos que um dos cônjuges já tenha constituído nova família. JÓ 22:27 Orarás a ele, e ele te ouvirá; e pagarás os teus votos.


7ª) COMPANHEIRISMO – Um grande segredo para o sucesso conjugal: dê, compartilhe, transfira... um pouco daquele amor próprio, que você tem para consigo mesmo, para a pessoa que está ao seu lado; faça ela sentir que não está sozinha na caminhada. Companheirismo é: "a lealdade entre duas pessoas que se dispõe a caminhar juntas; relacionamento, cumplicidade, fidelidade; lutar pelo mesmo propósito; andar juntas na mesma direção; almejar o mesmo sonho, o mesmo alvo; ter um só coração; confiança, respeito, união, casamento, admiração" (Dicionário inFormal) . Talvez falte nessa definição o vocábulo transparência. Com a vinda da informática e o uso do computador nos relacionamentos, um companheiro não deve esconder do outro seus contatos; ao contrário, ambos devem ter "senha aberta" entre si. O casal cristão deve estar aliado e "aberto"; lutando abraçados em tudo. Compartilhando todos os momentos e acontecimentos, nos vários aspectos da vida. É salutar que marido e mulher façam planos e projetos, juntos e em comunhão (CUMPLICIDADE); inclusive nas questões de ordem material, de lazer ... (Deus não é contra a riqueza e a alegria), mas de maneira sigilosa (PRIVACIDADE); sem divulgações. PROVÉRBIOS 29:20 Você já viu alguém que se precipita no falar? Há mais esperança para o insensato do que para ele. Divulgar planos sem os devidos cuidados além de quebrar a privacidade e a cumplicidade do casal atrai críticas e pensamentos negativos. A experiência de muitos anos tem mostrado que esta prática constante de projetar (sonhar junto), ainda que o plano não venha se concretizar (caso então que se deve começar outro), é ótima para manter a coesão e a cumplicidade entre o casal. MATEUS 18:19 Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus


R E G R A S  A U X I L I A R E S :


1ª) PREGAR A RECONCILIAÇÃO – Não aconselhe o divórcio a ninguém, por pior que esteja a situação; mesmo em caso de adultério. Pregue com ardor o perdão e a reconciliação (por mais razão ainda se o casal tiver filhos). Não interfira na aliança entre Deus e o casal (pode-se pagar caro por este ato). MALAQUIAS 02:16 "Eu odeio o divórcio", diz o Senhor, o Deus de Israel, "e também odeio o homem que se cobre de violência, como se cobre de roupas", diz o Senhor dos Exércitos. Por isso, tenham bom senso; não sejais infiéis. - Nunca dê o golpe de misericórdia. Seja um atalaia e alerte aquele que estiver em pecado.  EZEQUIEL 33:07/09 A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca e lhe darás aviso da minha parte. - Se eu disser ao perverso: Ó perverso, certamente, morrerás; e tu não falares, para avisar o perverso do seu caminho, morrerá esse perverso na sua iniquidade, mas o seu sangue eu o demandarei de ti. - Mas, se falares ao perverso, para o avisar do seu caminho, morrerá ele na sua iniquidade, mas tu livraste a tua alma. Seja firme e diga ao pretendente ao divórcio que ele cairá em um abismo de maldição e sofrimento. Se houver violência limite-se a comunicar o fato às autoridades policiais. Proteja as crianças. Mas acima de tudo clame a Deus porque ele quer salvar todos os lares. JEREMIAS 33:03 Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes.


2ª) FORMALIZAR O CASAMENTO - Seja por ato civil ou religioso. Principalmente se o casal estiver vivendo sob o mesmo teto, ou tenha gerado filhos. Embora as doutrinas do homem permitam, e até incentivem, a verdade é que as relações sexuais fora do casamento são imorais e contrariam a lei de Deus; não deveriam existir. Documentar a união familiar traz benefícios materiais e espirituais, principalmente para as crianças. Sem o casamento haverá um clima constante de incerteza e insegurança dentro do lar (embora o casal não pressinta isto), propiciando brechas ao inimigo do Senhor. 1 CORÍNTIOS 07:02/06 ... já que existe tanta imoralidade sexual, cada homem deve ter a sua esposa, e cada mulher, o seu próprio marido. O homem deve cumprir seu dever como marido, e a mulher também deve cumprir seu dever como esposa. A esposa não manda no seu próprio corpo; quem manda é o seu marido. Assim também o marido não manda no seu próprio corpo; quem manda é a sua esposa. Que os dois não se neguem um ao outro, a não ser que concordem em não ter relações por algum tempo a fim de se dedicar à oração. Mas depois devem voltar a ter relações, a fim de não caírem nas tentações de satanás por não poderem se dominar...


3ª) PREPARAR OS FILHOS - Ainda que seja difícil diante dos modismos profanos, prepare seus filhos (homem ou mulher) para que respeitem, não banalizem, o corpo; para a prática da união carnal somente após o casamento; para que ajam da maneira certa... Enfim, que obedeçam a palavra de Deus, e assim tenham um  lar segundo a bíblia. A relação sexual é para ser praticada dentro do lar e após o matrimônio. Fora disto, segundo os pregadores, é prostituição. DEUTERONÔMIO 06:06 Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-se, e ao levantar-te. O pai que orienta, que educa seu filho de acordo com as leis de Deus, está-lhe entregando uma grande fortuna; uma herança de valor inestimável. Ensine os filhos para que primeiro busquem uma aliança com Deus, pois assim Ele com certeza prepará um/a companheiro/a para um lar feliz; para a vida toda. É um erro pensarmos, com base nas primeiras impressões, que esta ou aquela pessoa irá fazer alguém feliz. MATEUS 06:33 ... buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Homem nenhum, mulher nenhuma, consegue fazer o/a outro/a feliz. Quando isto acontece é por determinação de Deus; nunca se esqueça. O ser humano (cuja tendência natural são as mudanças ou trocas constantes), por vezes não chega a dar felicidade ou gostar nem de si mesmo. O amar um ao outro, de forma permanente, é dádiva e milagre de Deus.   


4ª) NÃO DÊ RAZÃO AO QUEIXOSO - Ainda que sejas procurado, não opine sobre eventual desentendimento no lar, pois como já foi dito ele deve ser resolvido entre o casal e Deus, apenas. Diz o ditado que "em briga de marido e mulher não se mete a colher". A escritura sagrada, ensina: PROVÉRBIOS 26:17 Como alguém que pega pelas orelhas um cão qualquer, assim é quem se mete em discussão alheia. Se alguém do casal trazer o problema até você, a regra é nunca dar razão a ninguém, mesmo sendo um deles o seu próprio filho ou sua filha. Ore ao casal e oriente-os a buscar no Senhor a solução para os problemas, pois os desentendimentos só vêm quando há falta da palavra ou de obediência a Deus. Acolher os reclamos de um dos briguentos o faz "crescer" perante o outro, e assim alimenta-se o desejo de ruptura conjugal. Cada um dos discordantes tem sua própria versão para os fatos, mas a verdade pura só Deus sabe - PROVÉRBIOS 18:17 "O primeiro a apresentar a sua causa parece ter razão, até que o outro venha à frente e o questione" - A razão é o "cavalo do diabo". Ouvi isto de um bom amigo e grande colaborador na edificação do santuário, o Boaventura. Um amontoado de razões leva a grandes tragédias. Dar razão a qualquer das partes é alimentar contendas.   * * * * * * * * * * * *



PARTE II – TEXTOS PARA A FAMÍLIA

GÊNESIS 02:18 Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea. [Se Deus fala que algo não é bom, temos que acreditar que Ele está com a razão. Portanto, é bom para o homem (e para a mulher) viver em união matrimonial. Veja que já no início da criação do mundo o Senhor determinou que a mulher foi criada como "auxiliadora, colaboradora, apoiadora..." do homem. Deus qualifica ainda que a companheira do homem há de ser idônea. Ou seja, adequada, ajustada, harmoniosa... Mas repito: o homem da mesma forma deve obedecer a palavra do Senhor no sentido de que  ao varão cabe a missão de proteger a casa e dar carinho à mulher. Ele deve se comportar como um rei, um sacerdote, dentro do lar. Um marido dado ao vício do álcool ou de qualquer outra droga, não estará em condições de bem comandar sua família; não poderá ele exigir bom desempenho da mulher].
  
1 SAMUEL 04:18/22 Ao expirar, disseram as mulheres que a assistiam: Não temas, pois tiveste um filho. Ela (mulher de Fineas), porém, não respondeu, nem fez caso disso. - Mas chamou ao menino Icabô, dizendo: Foi-se a glória de Israel. Isto ela disse, porque a arca de Deus fora tomada e por causa de seu sogro e de seu marido. - E falou mais: Foi-se a glória de Israel, pois foi tomada a arca de Deus.[Quando um casal se divorcia, homem e mulher perdem a glória de Deus que está, que reina, no meio deles. A "glória" é representada pela honra, pela vitória, pela paz, pelo conceito... da família. Tudo isto se dispersa, se esparrama, quando o divórcio acontece. Os integrantes da casa ficam perdidos, desorientados; sem luz e sem rumo]

MATEUS 05:27/28 Ouviste que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu porém vos digo que qualquer que atentar numa mulher para cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela.[A palavra adultério, na sua etimologia, não significa traição, como estamos acostumados a pensar, mas sim, modificação, alteração da pureza, destruição... Logo, quem trai comete adultério porque destrói o casamento; elimina a pureza da aliança sagrada]

MATEUS 05:32 Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz com que ela cometa adultério... [Existe muitas formas de repúdio. No casal familiar um não deve praticar qualquer forma de desprezo contra o outro, uma vez que dito comportamento pode levar ao adultério, caso em que ambos serão culpados pela destruição do lar. Por vezes, em razão de ninharias, um dos cônjuges em atitude vingativa passa a desprezar (repudiar) o outro, evitando conversar ou mesmos dividir o leito; faz uso de uma maldita "pirraça"]

MARCOS 10:04/05 E eles disseram: Moisés permitiu escrever carta de divórcio e repudiar. E Jesus, respondendo, disse-lhes: Pela dureza de vosso coração vos deixou ele escrito este mandamento; porém, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea. [Em suma, Deus não deseja a separação dos casais em hipótese nenhuma, mesmo no caso de adultério/traição. Ele quer que haja o perdão. Por outro lado, a união que o Senhor prevê é aquela entre homem e mulher; macho e fêmea]

1 CORÍNTIOS 07:10/11 Para os já casados tenho um mandamento, que não é meu, mas do Senhor: que a mulher não se separe do seu marido. Porém, se ela se separar, que não se case de novo ou então que faça as pazes com o marido. E que o homem não se divorcie da sua esposa.[Bem clara é a escritura sagrada: separação e divórcio não são permitidos]

1 CORÍNTIOS 11:12 "No Senhor, todavia, nem a mulher é independente do homem, nem o homem, independente da mulher. Porque, como provém a mulher do homem, assim também o homem é nascido da mulher; e tudo vem de Deus.[O homem não é superior à mulher, e vice-versa; um carece do outro para evoluir; material e espiritualmente]

EFÉSIOS 06:01/05 Vós, filhos, sedes obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.[Lições divinas preciosas sobre o relacionamento com os filhos e sua educação. É só observá-las que tudo irá bem] 


O Deus da Aliança Odeia o Divórcio

por

Rev. Gildásio Reis


“Não aguento mais viver com ele(a)!”


Em 10 anos como Pastor, tenho ouvido esta frase algumas vezes. Ela vem de casais, que após várias discussões, brigas e tentativas inglórias de salvar o casamento, entregam os pontos e partem rumo à separação. As estatísticas afirmam que dez anos atrás, havia menos de 100.000 divórcios no Brasil. Hoje são cerca de 200.000, e de cada dez casamentos em pelo menos um deles um dos cônjuges está se casando pela 2ª vez. Neste artigo, quero refletir com o leitor sobre o divórcio e gostaria de fazê-lo respondendo a três perguntas: I) O que é o casamento aos olhos de Deus?II) O que Deus pensa do divórcio?III) Quais as causas do divórcio?



I - O que é o casamento?


Não há como discutir a questão do divórcio, sem antes entendermos biblicamente o casamento. Podemos afirmar que ele é uma instituição que nasceu no coração de Deus. Este é um princípio bíblico sobre o casamento - ele foi ordenado por Deus, não se trata de uma opção.

 

Pensamentos limitados do que seja o casamento: 1. O casamento é uma cerimônia pública realizada na Igreja. 2. O casamento é uma exigência legal do país e do meio social. 3.  O casamento é um contrato entre duas partes. 4.  O casamento é uma instituição.


O casamento aos olhos de Deus deve incluir tudo isto, porém vai além. O casamento é uma aliança. Aliança é o termo Bíblico que descreve a relação homem e Deus no processo de salvação. Nas Escrituras, uma aliança é um pacto solene que envolve um soberano e um vassalo. A aliança é imposta ao segundo pelo primeiro e acarreta bênção quando cumprida e maldição quando quebrada.


Quando alguém entra numa aliança, assume um inescapável compromisso. A Bíblia fala que Deus fez uma aliança conosco. E essa aliança é um vínculo inquebrável com Deus. Deus não quebra aliança e não nos permite quebrá-la também. Quando alguém que está em aliança com Deus, desobedece e não aceita as condições estipuladas por esta aliança, a conseqüência é a maldição, mas Deus não quebra Sua aliança.


O casamento, portanto, é nada menos que uma aliança estipulada por Deus. Malaquias 2:14 se refere ao casamento como uma aliança "E perguntais: Por que? Porque o Senhor foi testemunha da aliança entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira e a mulher da tua aliança" e é por isto que Ele odeia o divórcio. No livro de Provérbios (2:17), Deus adverte contra a adúltera que lisonjeia com palavras, que "deixa o amigo da sua mocidade e se esquece da aliança com Deus". Note bem, ao deixar com quem ela se casou, é acusada de quebrar sua aliança.


O casamento é uma aliança, e por isto não podemos tratá-lo a nosso próprio gosto.


II - O que Deus diz sobre o divórcio?


O pensamento correto sobre a natureza do casamento dá o alicerce para sabermos o que Deus pensa do divórcio. Se o nosso Deus é um Deus de aliança, e Ele não quebra nem permite quebra de aliança, também não permite que o casamento seja quebrado. Como Deus não se divorcia do seu povo, assim ele não permite que marido e mulher se divorciem. Divorciar-se é quebrar o matrimônio da Aliança - Lemos em Ml 2:16 "Porque o Senhor Deus de Israel diz que odeia o divórcio ..."


Precisamos compreender o texto de Mt. 19:1-7 em que Jesus diz que o divórcio é proibido mas que foi permitido por causa da dureza do coração. Deus nunca intencionou o divórcio, pois este contraria a essência do casamento como uma aliança que nunca deverá ser quebrada, anulada. Você então pergunta: Por que foi dada a permissão para o divórcio conforme Mt. 19:7?


Jesus responde em 19:9 - "Quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério ...". Note bem que a única razão para o divórcio conforme Jesus é o adultério, e isto para proteger a parte inocente, e não para dar às pessoas uma maneira fácil de cair fora de um relacionamento desagradável. Fora do adultério, o casamento só pode ser dissolvido em honra, somente pela morte. Divórcio é o atestado do pecado humano.


O casamento é para todo o sempre - Em Mt 19:6 Jesus afirma que "...aquilo que Deus ajuntou não separe o homem".

Ele permitiu mas não deu a Sua bênção. Mesmo no caso de adultério, devemos perceber que o caminho de Deus não é o divórcio mas o perdão. Embora permitido, não é Seu desejo.

 

III - As causas do divórcio:    


Se  divórcio é o atestado do pecado humano, precisamos agora colocar algumas das mais freqüentes razões humanas para a separação. Quais são as razões ou causas da separação entre os casais? Gostaria de mencionar pelo menos quatro causas:

     1.    Descuido da vida cristã dos cônjuges

     2.    Ausência do perdão

     3.    Indisposição à mudanças necessárias

     4.    Ausência do amor

 

 

1 - Descuido da vida espiritual dos cônjuges:


Um escritor do século passado, certa ocasião disse à sua esposa: "Minha querida, quando amo mais a Deus, amo você da maneira como deve ser amada". Quanto há de verdade nesta afirmação! Quanto mais nos aproximamos de Deus, mais nos aproximamos do nosso cônjuge.


A crise em um casamento já é sintoma de que há uma crise espiritual. Lemos nas Escrituras que "se o Senhor não edificar o lar em vão trabalham os que o edificam" Sl 127:1. Nosso casamento precisa ser regado à oração e leitura da Palavra. Qual foi a última vez que você orou com seu cônjuge? Quando foi que vocês sentaram juntos para estudar a Palavra de Deus?


Se não damos lugar a Deus no relacionamento marido-mulher, não há muito o que fazer para resistir à crescente degradação e enfraquecimento da relação a dois.
 


2 - Ausência de perdão:


Sem a disposição para o perdão, nenhum casamento consegue sobreviver por muito tempo. Quantos comentários negativos que aparentemente são inofensivos, mas vão penetrando sorrateiramente no relacionamento infligindo mágoa e ressentimento e destruindo os sentimentos mais ardorosos. Quantos problemas antigos e mal resolvidos sempre voltam às discussões atuais. Quando o cônjuge permite que os fantasmas do passado continuem assombrando o presente, reavivando antigas amarguras, eles fazem com que as cicatrizes e feridas passadas não se fechem e se curem.


Quem não perdoa está matando aos poucos o sonho do casamento. (Cl. 3:13)
 


3 - Indisposição à mudanças necessárias:


Se formos bem honestos, teremos que admitir que nem tudo em nosso cônjuge nos agrada. Há hábitos, manias, comportamentos que nos irritam e nos tiram do sério. Porém isto é normal em qualquer casamento. Precisamos aceitar o fato de que somos diferentes do nosso cônjuge em muitas coisas, afinal viemos de famílias diferentes,de costumes e valores que nem sempre são os mesmos. Não obstante termos diferenças que são de nos mesmos, há muitas coisas em que precisamos ser mudados, e o que causa tensão no casamento é que os cônjuges não querem mudar, não se dispõem a mudanças necessárias para o bom convívio entre marido e mulher; pelo contrário, concentram grande esforço em tentar mudar o outro. Tal atitude cria fortes resistências, o cônjuge não muda e começa a cobrar mudanças no outro, acentua os defeitos e minimiza as qualidades.


 
4 - Ausência de amor:


“Eu não o amo mais”. Esta é uma frase comumente usada pelos cônjuges em crise para dar plausibilidade e legitimidade ao divórcio. Mas como tudo o que é dito nas Escrituras, o amor também sofre de má compreensão. O amor não é um sentimento para ser vivido apenas em bons momentos a dois, ou só na lua-de-mel. Conforme Cristo disse, o marido tem que amar a esposa como Cristo amou a Sua Igreja - dando sua vida por ela. 
Amor é a decisão de agir em favor do outro. Temos que abandonar aquele tipo de amor-fantasia, amor de novela, amor emocional. Amar é desempenhar atos de amor. Amar é ser gentil com o cônjuge, é procurar atender às necessidades do outro, é saber ouvir, é ser paciente, é não procurar seus próprios interesses, é não ser egoísta, é não mentir ao outro, é ter palavras de elogio e não de crítica, etc. ... A ausência destas atitudes sufoca e estrangula o casamento.


O divórcio não oferece uma oportunidade fácil de começar uma vida nova. Lembre-se que sempre que desobedecemos a Deus sofremos conseqüências. Você leva cicatrizes do divórcio consigo para sempre.


Note as palavras de um irmão após alguns anos de seu divórcio:

Acho que a morte é mais fácil de suportar do que um divórcio, porque nela existe um fim. O divórcio simplesmente não acaba”.


A Bíblia afirma inegociavelmente: “aquilo que Deus ajuntou não separe o homem”. Ferir este princípio é atrair desastrosas consequências.


Alguma coisa a mais ainda poderia ser dito aqui sobre este assunto; talvez algumas medidas de prevenção. Contudo, entendo que a melhor maneira para se prevenir ao divórcio é começar combatendo as suas causas: Monitore sua vida espiritual e comece a levar Jesus para dentro de seu casamento, aprenda a perdoar ao invés de guardar ressentimentos, esteja disposto a promover mudanças significativas em seu relacionamento, ao invés de cobrar mudanças, e tome a decisão de amar seu cônjuge.


Que o Deus da aliança abençoe seu casamento! E lembre-se: Ele odeia o divórcio.

 


Rev. Gildásio Reis, Pastor da Igreja Presbiteriana de Osasco, Psicanalista Clínico, Mestre em Teologia pelo centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper (Educação Cristã) e Professor de Teologia Pastoral no Seminário Presbiteriano Rev. José Manoel da Conceição


Transcrito do site: www.monergismo.com 


www.deusnolar.blogspot.com