domingo, 31 de agosto de 2014

MARAVILHAS DE DEUS

PARA TRANSFORMAR VIDAS E LARES

"O que atenta prudentemente para a palavra achará o bem, e o que confia no Senhor será bem-aventurado" (Provérbios 16:20)

[Visões e revelações; experiências espirituais vividas por um advogado e que o levaram a abandonar as causas de separação familiar, passando então a entregar a bíblia, além de dar testemunho de sua conversão aos caminhos de Deus e alertar aos casais sobre os males do divórcio (ao homem da lei foi mostrada a invalidade da lei do homem diante dos mandamentos do Senhor). Com a estampa da primeira visão (a mensagem emoldurada) ele fez - e sugere a outras pessoas que repitam seu gesto - um ALTAR PARA DEUS dentro do lar]

                                                         
                                               

AS NARRATIVAS SÃO PESSOAIS E, PORTANTO, NÃO TÊM NENHUM VÍNCULO COM RELIGIÃO, SEITA OU INSTITUIÇÃO. Fato que não impede, ao contrário, possibilita, seu uso e divulgação por pregadores ou pregadoras do evangelho de Jesus, em favor da família e sem desvirtuamento, obviamente.

E-mail: santuariodolivro@bol.com.br  

Qual a causa das desavenças entre os casais? Por que de um instante para outro o amor se transforma em dor? Por que alguns casais vivem em harmonia e outros não? O quê fazer para evitar o fracasso; a quebra do pacto conjugal? Quem era Jesus Cristo?  


Após alguns fatos estranhos dentro de um escritório de advocacia, DEUS (que tudo pode) - por diversos meios - passou a responder a essas e outras questões ao homem que duvidava da Sua existência. Porém, encarregou-o de fazer 3 obras: 1 (uma) estampa vista em 12 de abril de 2004 - a Mensagem Emoldurada - com a frase Eu Sou o Senhor Teu Deus; 1 (um) livro - o Livro da Tradição - para escrever os nomes de casais; 1 (um) santuário - o Marco das Colunas - para guardar o tal livro. Não foi dada nenhuma explicação sobre as razões ou os motivos para que fossem providenciadas tais coisas, sendo-lhe esclarecido somente o significado da mensagem emoldurada. Sobre as outras 2 obras (livro e santuário) nada foi dito, a não ser as ordens para e como realizá-las. Elas fazem parte mas não são, por si só, as respostas àquelas perguntas, pois outras revelações e experiências compõem um verdadeiro quadro de luz celestial que, aos poucos, vai se expandindo. 


Foto acima: Marco das colunas [O santuário - talvez seja também um memorial - onde está guardado o livro da tradição, em cujas folhas estão anotados todos os casais que receberam a mensagem emoldurada e nela gravaram seus nomes nas colunas, como no modelo abaixo]
                               

Hoje eu creio em um Deus bondoso; todo poderoso; maravilhoso... Ele me deu uma nova vida e tenho uma obrigação de erguer altar para Ele; dar testemunho e retransmitir Suas mensagens às famílias.Meu objetivo é narrar e registrar os fatos para que elas cheguem ao maior número de pessoas e lares. Não sou nenhum pregador; sou um pecador como qualquer outro e pior que muitos. Louvo e agradeço a Deus por ter me escolhido para essa missão.Que a paz do Senhor esteja contigo e em seu lar,HOJE E SEMPRE.

 RESUMO CRONOLÓGICO DOS FATOS PRINCIPAIS 

12 DE ABRIL DE 2004 Dia da primeira visão e revelação mostrando a Mensagem Emoldurada. Dois fatos extraordinários aconteceram logo após este primeiro contato. Um irmão meu apareceu logo cedo no escritório de advocacia e disse que tinha recebido uma revelação em sonho naquela noite mandando-o falar comigo; que eu havia recebido algo de Deus mas que estava escondendo, com medo de contar. Depois disso, o desenhista contratado para reproduzir a imagem da visão, já num primeiro esboço, apresentou um quadro exato das colunas, inclusive com detalhes que eu não havia lhe transmitido. 17 DE DEZEMBRO DE 2004 Revelação mandando providenciar um livro, o Livro da Tradição, e nele escrever os nomes dos casais que receberam a Mensagem Emoldurada, e colocaram seus nomes nas 2 colunas da moldura. Essa determinação veio após a entrega de 3 estampas da mensagem. A primeira, para o meu irmão de sangue acima referido; a segunda, para os pais da minha então namorada; a terceira, para um amigo e cartorário. 12 DE JANEIRO DE 2005 Indicação do lugar, que falou ser o Marco das Colunas, aonde deveria ser levado e guardado o Livro da Tradição. É no Recanto de Barra Mansa, Município de Bofete/ SP (divisa com Pardinho) - Km 188, Rodovia Castello Branco (sentido interior). 04 DE SETEMBRO DE 2011 Revelação explicando o significado e o alcance da Mensagem Emoldurada (PACTO ENTRE DEUS E O CASAL - a aliança conjugal) e a ordem de alerta sobre as conseqüências contra aquele que toca ou desfaz a aliança matrimonial. 12 DE NOVEMBRO DE 2011 Inauguração e consagração do santuário para guarda do Livro da Tradição, no Marco das Colunas. Desde então a estampa com a mensagem passou a ser entregue aos casais junto com a bíblia sagrada. 

        "... PORTANTO, O QUE DEUS UNIU NÃO SEPARE O HOMEM" (Mateus 19:06)




1ª VISÃO: A MENSAGEM EMOLDURADA - Estampa com os nomes já gravados
[Símbolo da Família de Deus (Aliança Sagrada) - Ordem de Deus ao Casal (Obediência) - Altar para Deus (Reverência e Enaltecimento)]

Após o primeiro "contato", em 12 de abril de 2004, vieram outras visões e revelações. Como a ordem para fazer um livro (na verdade trata-se de um grande caderno com páginas pautadas) e a indicação do lugar (bem longe de minha cidade - 420 quilômetros) onde deveria ser guardado o tal livro


O LIVRO DA TRADIÇÃO - reprisando os casais que têm seus nomes gravados nas colunas da moldura.

As revelações principais sempre ocorreram após algum tipo de sinal ou mensagem preparatória, que depois eram confirmadas por outras mensagens. As datas no "resumo cronológico" se referem ao fato mais marcante. Algumas revelações, que começaram a surgir semanas antes da inauguração do santuário, vieram de maneira indireta. Ou seja, através de outras pessoas que em seguida me transmitiam. 
    

                           Marco das Colunas - Santuário da Guarda do Livro.
                             Rodovia Castello Branco - Km 188 (sentido interior) 

O santuário para a guarda do Livro foi a tarefa mais difícil de ser executada. O antigo proprietário não pretendia vender o imóvel; foram necessários trabalhos de terraplanagem para preparar o terreno (um tanto alagadiço e de acesso complicado até o ponto marcado para a edificação - v. foto abaixo).


(terreno sendo preparado para a construção do santuário)


Embora ainda não se tenha explicação para muita coisa, o que me foi repassado leva ao seguinte resumo:

1ª) DEUS EXISTE E É BONDOSO MAS ELE NÃO MUDOU, NÃO MUDA, SUA PALAVRA; SEU REINO É REGIDO POR LEIS QUE A VONTADE HUMANA NÃO PODE, NÃO DEVE, CONTRARIAR.

2ª) O CASAMENTO É UMA ALIANÇA SAGRADA, INDISSOLÚVEL E INTOCÁVEL, PREVISTA PELA LEI SUPREMA DE DEUS, RESPEITE-A SEMPRE.

3ª) QUEM TOCA NO CASAMENTO, OU DÁ CAUSA À SUA DESTRUIÇÃO, MACULA A ALIANÇA SAGRADA E SOFRERÁ AS CONSEQUÊNCIAS PELO QUE FEZ, COMO AQUELE QUE SEM PERMISSÃO COLOCOU A MÃO NA ARCA DA ALIANÇA. (Revelação no dia 4 de setembro de 2011)

4ª) QUEM SE DIVORCIA CAI EM UM ABISMO DE MALDIÇÃO E SOFRIMENTO (PERDA DA GLÓRIA), CUJO TEMPO E EXTENSÃO DO MARTÍRIO VARIA DE ACORDO COM A CULPA DE CADA CÔNJUGE DESOBEDIENTE.

5ª) PARA PRESERVAR O LAR E NÃO CAIR EM DESGRAÇA, A PRIMEIRA E PRINCIPAL ATITUDE É OBEDECER E NUNCA ESQUECER DE DEUS, POIS ELE É O NOSSO SENHOR E PROTETOR; O ÚNICO A QUEM DEVEMOS OBEDIÊNCIA. 

6ª) ALÉM DE OBEDECER AO SENHOR É NECESSÁRIO SANTIFICAR A CASA - E ANTES DISSO O PRÓPRIO CORPO - LOUVANDO A DEUS E ELIMINANDO DE DENTRO DO LAR COISAS E PALAVRAS IMPURAS. (Deuteronômio 07:26)


7ª) A MENSAGEM EMOLDURADA EXPOSTA NO LAR REPRESENTA REVERÊNCIA E ENALTECIMENTO; UM ALTAR PARA GLORIFICAR O NOME DE DEUS (Êxodo 20:24 - 2ª parte); TESTEMUNHO DA ALIANÇA ENTRE O CASAL E O SENHOR; SINAL DE UNIÃO COM O PAI E NÃO DE AFASTAMENTO DA RELIGIOSIDADE (Josué 22:10/34); É FUNDAMENTAL QUE A FAMÍLIA TENHA E PRATIQUE UMA RELIGIÃO CRISTÃ.

Deus AMA A FAMÍLIA e odeia o divórcio: Ele é grandioso, bondoso... e tudo o mais que não conseguimos imaginar. Ele quer ser nosso amigo e entrar em nossos lares e corações.



(A ARCA SAGRADA = Símbolo da aliança entre Deus e o povo de Israel) 

P A R T E  I  I  - Comentários

Desde criança que o ser humano precisa  de uma companhia; ele não foi criado para viver só. Logo que se afasta dos braços do pai ou da mãe, surge na pessoa um desejo irresistível em se aliar a um parceiro ou a uma parceira; em formar o mesmo par que via naqueles que lhe deram a vida. Essa união é a grande responsável pela felicidade, ou infelicidade, do homem pelo resto de seus dias na terra. Porém, e assim é desde a criação do mundo, aonde tem um casal feliz também há alguém por perto - ainda que não percebamos - querendo derrubar a alegria dos dois. Então, sigamos para observar e aprender juntos as razões ou as causas disso tudo; como e por quê evitar as rupturas. Só é preciso que "prepare o seu coração pras coisas que eu vou contar". Sim, prepare e abra o seu coração, porque aquele que é muito "fechado" ou se julga "grande entendedor" dos textos bíblicos, por certo que terá dificuldades em aceitar os relatos. 

O INÍCIO DOS ACONTECIMENTOS 

Tudo começou quando eu recusei um serviço jurídico para atuar na separação judicial de um jovem casal que me procurou trazendo junto o filhinho de apenas seis anos. Pressentindo a dor que o menino iria passar, aconselhei aqueles clientes a procurarem um padre, um pastor... para ajudá-los; que evitassem o rompimento. A partir desse instante começaram a acontecer coisas estranhas dentro do meu escritório e na casa onde morava. Depois de uns trinta dias, na madrugada de 12 de abril de 2004, apareceu um ser - com certeza um anjo enviado de Deus - que mostrou-me na parede branca uma linda moldura, contendo uma frase na circunferência. Disse-me para escrever na primeira coluna o nome do homem e na segunda o nome da mulher. Alertou-me que aquilo era para se ter dentro de casa. Nessa época eu era um apaixonado por obras de arte (pinturas - esculturas - artesanato). Estava com a saúde bastante abalada, com diagnósticos terríveis. Vivia eu revoltado e triste ao observar que após toda ruptura entre casais (e isto não mudou até hoje) vinham arrependimentos, tristezas ou mesmo desgraças, sobre um ou sobre o outro cônjuge; às vezes contra ambos, e até contra a pessoa dos filhos. Questionava a Deus as razões disto tudo. Por que os casamentos sempre começam bem mas de repente surgem as brigas? Voltando mais no tempo, em 1997, lembro-me de ter visto em sonho (sem que aparecesse nenhuma pessoa) apenas a circunferência com a frase "EU SOU O SENHOR TEU DEUS". Antes disso, em 1995, em um hotel em São Paulo, tive a primeira experiência espiritual; um "encontro" a partir do qual passei a ter certeza da existência de Deus. Na década de 1980, também na capital paulista em um culto onde fui como convidado, um membro da igreja me alertou que eu tinha "um chamado de Deus" (embora ele não soubesse precisamente o quê) pois, entre tantas centenas de presentes, houve uma "revelação" - muito marcante - dirigida a mim.

Em setembro de 2011 foi-me revelado o significado dessa bela escultura; desse belo estandarte que veio do alto. Para mim muita coisa ainda é mistério. Porém, se a ti vier alguma revelação, como já aconteceu com outras pessoas, entre em contato e transmita-me o ocorrido para ficar registrado.

No ano de 2014 (mais precisamente a partir do dia 05 de outubro), após ligar todos os fatos, passei a ter convicção de que a mensagem emoldurada, quando exposta dentro do lar, também representa um ALTAR PARA DEUS. Para mim é um dever - uma obrigação - erguer altar para Deus. Quem repetir o meu gesto estará, também, colaborando com minha missão. Eu adoro fazer altar ao Senhor pois estou certo que Ele se agrada com este ato. Mas sempre esclareço as pessoas sobre essa atitude, pois o importante é a obediência à palavra de Deus. Fazer altar, estampar um versículo bíblico qualquer, louvar com cânticos... são demonstrações físicas de nossa adoração. Nunca esquecer que devemos amar a Deus em espírito e verdade.   


"Manda quem pode; obedece quem tem juízo" (ditado popular)

DEUS NÃO MUDOU SUA PALAVRA

Recanto Barra Mansa/Bofete-SP, 12 de novembro de 2011 (dia da consagração do Santuário da Guarda do Livro): 

Fiz apenas o que foi determinado pelo Invisível; aquele que me fala do além.  Simplesmente obedeci, mesmo sem entender as razões ou saber de todos os motivos.

Depois de 7 anos e 7 meses, posso dizer que a Mensagem Emoldurada é um símbolo que representa a família criada por Deus; o lar como templo do Senhor; o próprio casamento ... Uma aliança, uma instituição muito mais séria e profunda do que imaginamos.

O enlace matrimonial é um pacto entre Deus e o casal (homem e mulher – macho e fêmea), e não somente entre duas pessoas. É uma aliança tão sagrada quanto aquela simbolizada pela Arca, no velho testamento (Êxodo 25:10/22). Porém ela é mais que um símbolo. É também e ao mesmo tempo uma chave ou instrumento que traz um segredo para o lar permanecer sempre firme e inabalável; para que na casa nunca sobrevenha o divórcio exterminador da família.

Como é natural em tudo que é sagrado, aquele que toca ou provoca a destruição de um lar agride a palavra de Deus e “cai em um abismo de maldição e sofrimento”. Até o advogado contratado para formalizar a ruptura do vínculo é atingido pelos males da infração. Em nada importa o pretexto de que ele está simplesmente fazendo seu trabalho. Nenhuma desculpa é aceita. Veja o caso de um tal de Uzá (II Samuel 6:1/8): ele tinha um bom motivo para tocar na Arca (achou que ela iria cair com o tropeçar dos bois que puxavam a carroça), mas mesmo assim morreu fulminado por Deus porque somente o sacerdote escolhido podia por as mãos no objeto.   

Chamo sua atenção para o fato de que essa analogia entre o casamento e as consequências contra aquele que desobedece a apalavra de Deus, participando da extinção do vínculo, não é simples opinião. Ela provém de uma revelação (no dia 04 de setembro de 2011). Portanto, cuidado meu irmão, minha irmã: não interfira, não dê causa ao divórcio; o preço a pagar pode ser muito alto.

O Livro da Tradição e o Marco das Colunas (o santuário – a tenda sagrada para guarda do livro) representam o amor de Deus pela família; àqueles que obedecem a palavra sagrada; que o aceitam como Senhor. Indicam a presença do Criador na vida dos que louvam e glorificam o Seu nome. Junto com a Mensagem Emoldurada simboliza o pacto que Deus quer ter, ou melhor, já tem, com cada casal. Algo mais ou menos assim, penso eu (opinião e não revelação): “Se você guardar a minha palavra, obedecer e não esquecer que Eu Sou o Senhor Teu Deus, então teu nome também ficará guardado em um lugar especial por mim determinado, nesta terra”. Ou então: “Se você fez um altar para mim; um lugar em seu lar para memória do Meu nome, então Eu também acolho o teu nome dentro da Minha casa”. Texto escrito dentro do santuário: "Eu amo os que me amam e os que de madrugada me buscam me acharão" – Provérbios 8:17.

A Arca da Aliança simbolizava o pacto entre Deus e o povo de Israel. Era usada para guardar as tábuas da lei e outros objetos sagrados. Servia como um marco de referência (e talvez o santuário também seja para isto); era o “ver para não esquecer e assim não desobedecer”. A Mensagem Emoldurada, muito mais que representar o pacto entre Deus e o casal, como o próprio nome diz, leva uma mensagem às pessoas. Tente entender a profundidade da frase.

O povo de Israel não precisa mais olhar para a Arca Sagrada para lembrar de sua aliança com Deus; tudo está bem firme em seus corações. Tanto não precisa que ela desapareceu, como aliás estava previsto nas escrituras. Todavia, os casais carecem ser relembrados a respeitar seu pacto com o Senhor. Homens e mulheres estão abandonando seus lares e a palavra de Deus. E com isso causam dor e arruínam o futuro de seus filhos, além dos infortúnios que trazem a si mesmos.

Depois de vários meses questionando o porquê da frase “Eu Sou o Senhor Teu DEUS”, veio-me a seguinte explicação: “Adão e Eva só caíram em sofrimento porque esqueceram  quem era o Senhor deles”.

É lógico que as visões e revelações serviram, por primeiro, para minha conversão aos caminhos de Deus, pois,se de imediato me fosse indicado para, antes de tudo, obedecer as escrituras sagradas e não as leis do meus país, com certeza não aceitaria. Naquela época eu considerava a Bíblia um amontoado de absurdos; relatos figurativos, contos lendários; obra do homem ... Quanto engano meu!

No conjunto as mensagens estão dando um grande alerta a todos nós, advogados ou não; casados ou solteiros: DEUS NÃO MUDOU SUA PALAVRA. Ela continua viva e em pleno vigor, muito embora nossos governantes (na maioria ateus) estejam levando o povo a contrariá-la (permissão do divórcio sem qualquer causa – casamento entre pessoas do mesmo sexo – ingerência na educação dos filhos – prática sexual fora do casamento – apoio à prostituição - etc). Um erro atrás do outro.

Você que discorda da supremacia da Lei de Deus, que acha a Bíblia ultrapassada, peço que me aponte uma situação, um sistema de relacionamento, uma decisão, uma doutrina ... enfim, qualquer ato do homem, que dê ou tenha dado certo, contrariando a palavra do Senhor.  

A lei a ser obedecida – para que sejamos felizes – é a Lei de Deus, Senhor de todos nós. Enquanto não respeitarmos as ordens do Criador, não haverá paz entre homem e mulher; entre pais e filhos, mas sim violência de desgraça em todos os lares e nações.

Mensagem Emoldurada - usada como um ALTAR PARA DEUS

"Edificou ali Davi um altar... Assim, o Senhor se tornou favorável para com a terra, e a praga cessou de sobre Israel" (2 Samuel 24:25)

mensagem emoldurada, quando colocada num quadro de parede se transforma em ALTAR PARA DEUS. Gesto de louvor, de reverência, de enaltecimento... Um ato material para nos lembrar do imaterial. Porém o que realmente importa é a OBEDIÊNCIA AO SENHOR. Daí a razão de entregarmos a estampa junto com a bíblia sagrada, nas visitas aos lares.  


"... EM TODO LUGAR ONDE EU FIZER CELEBRAR A MEMÓRIA DO MEU NOME, VIREI A TI E TE ABENÇOAREI" (Êxodo 20:24) 

Além de não aceitar mais serviços para atuar em divórcios e de fazer altar para Deus com a mensagem emoldurada, após a inauguração e consagração do Santuário da Guarda do Livro passei a entregar a estampa a casais junto com a Bíblia Sagrada, pois entendi, ou me fizeram entender, que a finalidade de tudo era mostrar-me que o principal é a obediência a Deus; que a Sua lei é a que de fato tem validade. E, na escritura sagrada está a Sua palavra; a lei a ser respeitada. O reino de Deus tem leis e se quisermos fazer parte dele temos que acatá-las. Na obediência a Deus temos a pedra fundamental. Só que eu continuo achando linda a escultura que veio do alto (um presente que Deus me deu e que divido com outros). Com ela continuo fazendo - e peço a outros que também façam - ALTAR PARA DEUS dentro de casa, por estar certo que este gesto agrada ao Senhor. Mantenho sempre meu carinho e zelo para com santuário que guarda o livro (também faz parte da minha missão cuidar desta obra). A mensagem, o livro e o santuário são coisas que vieram para ficar, como testemunho das minhas experiências; como um memorial... Ou para alguma outra finalidade. Quem pode saber ou imaginar? Há muito mais mistérios entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã inteligência


ACRESCENTANDO CONCLUSÕES:

Hoje, 14/ABRIL/2014, após dez anos e muitos fatos, quero relembrar que sobre a mensagem emoldurada me foi dito no dia da visão/ revelação, que aquilo era para se ter dentro de casa. Lógico que não é para ficar escondido. Assim sendo inspirei-me logo nos primeiros dias a fazer dela um ALTAR PARA DEUS na minha residência, colocando a estampa em um quadroAgora pense comigo: Deus mandou Moisés fazer um santuário; um altar para Ele. Então, Moisés cumpriu uma ordem, não é verdade? E nós, nos dias atuais, quando edificamos um ALTAR PARA DEUS, sem estar obedecendo ordens, estaremos desagradando ao Senhor? Claro que não. Ao contrário, agradaremos muito mais, penso eu, uma vez o nosso gesto é livre, espontâneo... Colocar o nome ou a palavra do Senhor em destaque é uma maneira de enaltecer, de reverenciar, de louvar a Deus. Veja em Deuteronômio 16:11 - "Alegrem-se perante o Senhor, o seu Deus, no lugar que ele escolher para habitação do seu Nome, junto com os seus filhos e as suas filhas, os seus servos e as suas servas, os levitas que vivem na sua cidade, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que vivem com vocês"Abraão por onde passava construía altares; santuários, para Deus. O rei Davi também fez altar para DEUS (2 Samuel 24:25). É óbvio que não devemos adorar nenhum altar (Deus deve ser adorado em espírito e verdade). Ter um lugar de oração é formar um ambiente favorável e apropriado, que sempre ajuda na busca das luzes do Senhor em momentos sublimes. Para mim a Mensagem Emoldurada é, também, uma obra de arte (e que obra de arte!); não há nenhum erro em se ter ou admirar obras de arte. Tem gente que se acha "doutor" nas escrituras e acredita que seu intelecto é capaz de definir e entender tudo. Com isso, quando se vê diante de algo ainda incompreensível - ao invés mostrar humildade admitindo seu desconhecimento - passa a pronunciar frases sem fundamento e dizer que tudo é "coisa do maligno". Só que a maldade jamais estará no objeto, mas sim na cabeça da própria pessoa que o examina. "Todas as coisas são puras para os puros; todavia, para os impuros e descrentes, nada é puro. Porque tanto a mente como a consciência deles estão corrompidas(Tito 01:15).    




V I S I T A S  

 

1) As visitas dentro do santuário depende de autorização especial, pois o local não é um templo religioso aberto a todos, mas sim e apenas para guardar o Livro da Tradição, tanto é que a primeira condição, além do convite, é tirar-se o calçado para entrar; o lugar é sagrado e consagrado. 


2) Somente poderá entrar uma pessoa por vez, fora disto, o casal - homem e mulher - e seus filhos; uma família de cada vez; se não tiverem filhos, poderão entrar juntos se forem casados, civil ou religiosamente. 

  

OBSERVAÇÕES:

1. É proibida a reprodução não autorizada de qualquer das 3 obras, salvo a figura estampada da Mensagem Emoldurada, mas sem finalidade comercial e para se ter dentro de casa (neste caso comunique os nomes pelo endereço eletrônico ou na seção destinada aos "comentários"). 

2. Ninguém está autorizado a angariar valores monetários ou bens, envolvendo qualquer das 3 obras; denuncie o fato às autoridades ou comunique pelo e-mail: santuariodolivro@bol.com.br  ou mesmo na nesta página, na parte destinada aos "comentários".

3. Embora ele aceite convites de lideres religiosos (amigos ou conhecidos) para proferir palestras a casais, o advogado que faz os relatos prefere o anonimato e deseja que não haja divulgação do seu nome, pois o importante é transmitir a mensagem de Deus para as famílias. 

4. Eu e o pequeno grupo que me ajuda não angariamos valores e nem temos dinheiro ou órgão de imprensa para repassar as mensagens recebidas, assim, precisamos da sua colaboração, recomendando a visualização deste site a outras pessoas. 

5. Sempre que possível alerte aos casais sobre os males do divórcio e a necessidade da fidelidade ao Senhor (o lar só permanece firme se a família LEMBRAR DE DEUS e OBEDECER SUAS LEIS); defenda sem cessar a união familiar; agradeça a Deus pelo seu lar e interceda em favor de outros. 

6. Incentive as pessoas (especialmente as não convertidas ou não ligadas a alguma igreja) a criarem um ALTAR PARA DEUS em suas casas, como lugar especial para meditação e orações diárias (muitos padres e pastores pregam essa prática cria um ambiente favorável e sagrado de comunhão com o Altíssimo).

QUE DEUS ABENÇOE A VOCÊ E TODO AQUELE QUE ME AJUDAR NESTA MISSÃO DE DAR TESTEMUNHO DO ACONTECIDO, PARA LOUVOR E GLÓRIA DO SENHOR.

 www.deusnolar.blogspot.com

           


sábado, 30 de agosto de 2014

02 - PERGUNTAS E RESPOSTAS (temas polêmicos)

www.deusnolar.blogspot.com

P E R G U N T A S  e  R E S P O S T A S
(resumo com base em questionamentos de teólogos)    

                                               Endereços: santuariodolivro@bol.com.br

"Todo pássaro tem seu canto,
Todo ser tem sua prece;
Num horizonte de luz 
Todo mar desaparece"(AG)


1) Qual a sua religião?
R. Respeito e amo todas as religiões que seguem o Deus da bíblia, porém não estou filiado de maneira oficial a nenhuma delas. Digo que sou um cristão independente  embora tenha um vínculo - um laço de grande gratidão - para com a Igreja "Deus é Um Só", pois esta, através do seu Presidente e fundador, Pastor Luiz Gracioli, tem me dado todo apoio desde o início das revelações. Ao contrário de muitos lideres religiosos que outra coisa não fazem a não ser duvidar e questionar meus relatos, com afirmações absurdas, como se eles fossem capazes de dominar todos os mistérios de Deus. Nasci em lar católico e, mais tarde, depois das primeiras visões “desci às águas”, como dizem os evangélicos, no dia 15 de novembro de 2008, mas fiz questão de frisar àquele que me batizou que não iria pertencer à sua igreja. Ser membro registrado de uma igreja envolve respeito à doutrina e à autoridade daqueles que a comandam. Por isso preferi ser um independente, pois fico mais livre para repassar a mensagem a toda família que a aceite, qualquer que seja sua religião. 

2) Para quem, ou pessoas, você costuma entregar a mensagem emoldurada?
R. Não faço distinção de pessoas, porém gosto mais de falar para aquelas menos letradas na bíblia; que não se julgam "grandes conhecedoras" das escrituras. Elas têm o coração mais aberto e acolhedor; deixam-se levar pelo espírito, somente. Já os "grandes acadêmicos" (alguém já disse que quanto mais se estuda mais o ego cresce)... Santo Pai! Que martírio! Querem entender os fatos com base na palavra escrita ou nos seus conhecimentos teóricos; o quê jamais conseguirão. Adoro falar para meus irmãos católicos; para evangélicos humildes; para espíritas; para os espiritualistas, em geral. Eles são sempre maravilhosos e me acolhem bem em suas casas. Mas uma minoria, formada por pastores letrados, ou estudiosos de teologia, sempre me rejeita e me ataca com grande ferocidade verbal. Um fato tenho constatado ao longo dos anos: os mais entendidos, ou que assim se julgam, são contrários à minha missão. Uma outra coisa estranha costuma acontecer: alguns fiéis mais humildes ao verem a estampa com a frase sagrada vão perguntar sobre ela ao seu líder religioso, todavia, como ele não sabe explicar o que é - pois nem eu mesmo tive explicação de tudo -, para não se passar por inculto ou sem conhecimento teológico, desanda então dizer coisas sem fundamento; a falar que aquilo "é tudo do diabo".  Muitos pregadores não querem admitir que não entendem todos os mistérios ou obras de Deus; eles acham que têm, ou devem ter, respostas ou esclarecimentos para tudo que o membro de sua igreja pergunta. São incapazes, não têm a humildade necessária, para afirmar "nada sei sobre isto e não posso emitir opinião". (veja a postagem POR QUE TANTA REJEIÇÃO A ESTA FIGURA?)

3) Você não acha que a figura da Mensagem Emoldurada é uma idolatria?
R. Como já disse, e por incrível que pareça, quem mais diz isto ou põe em dúvida as mensagens são pastores letrados ou os estudiosos de teologia. Nunca recebi nenhum ataque de evangélicos mais humildes ou de católicos. Mas inicio a resposta com outra pergunta: idolatria a quem? Só se for a Deus, pois o que ela mostra – com os nomes do casal nas colunas – é que as duas pessoas estão aceitando a ordem de que DEUS É O SENHOR; estão pondo seus nomes junto e abaixo de Deus. Há algum pecado em idolatrar a Deus? Claro que não. Não se deve olhar só para o objeto mas sim para a frase; para o vocábulo em maior destaque na figura. As críticas me trazem à mente o fato de que muita gente, inclusive pregadores, atacam a cruz cristã dizendo que ela lembra o sofrimento, a dor de Jesus; que ela deveria ser esquecida ou abandonada pois é como alguém guardar ou mostrar a faca que matou seu irmão, etc.. Discordo desse discurso. A cruz é um símbolo, um desenho, uma matéria como outra qualquer. Depende de como você a usa ou vê. O que importa é a mensagem que a cruz traz ao ser humano; àquele não evangelizado, no sentido de lembrar que alguém derramou seu sangue por nós. Diz um provérbio chinês que "uma imagem vale por mil palavras". No passado muitas pessoas primeiro viram ou ouviram falar da cruz para depois, sim, chegarem até ao evangelho de Jesus. Os primeiros e perseguidos cristãos deixavam o desenho da cruz de Cristo nas paredes das prisões, ou em outros lugais por onde passavam. Era uma forma de levar adiante a notícia da vinda e do martírio do filho de Deus. Padres e missionários católicos sempre tiveram a cruz como bandeira de suas pregações. Com a Mensagem Emoldurada não é muito diferente; deve-se atentar sobre sua mensagem e não só para o objeto. Muitas denominações evangélicas possuem símbolos, emblemas, logotipos, logomarca... (todos criados pelo homem) e ninguém fala que sejam idolatrias. Lembro que na época a figura tocou forte em meu coração e, a partir daí, passei a me dedicar ao estudo das escrituras; a me aprofundar e buscar o porquê da moldura e da frase sagrada que ela trazia. O quê ela estaria transmitindo ao casal? O sinal, a figura, o estandarte, a estampa... (o nome não importa) e a maneira como apareceu, despertou-me para uma nova caminhada. Com alguma outra pessoa - ou outras - irá acontecer o mesmo, estou certo disto Costumo dizer que a cruz representa Cristo crucificado; a mensagem emoldurada mostra Deus glorificado pela sua família cristã.   

4) Você está certo de que a moldura, o estandarte... é mesmo uma coisa sagrada?  
R. Sim, tenho certeza; é coisa sagrada, sim. As evidências e os fatos são inúmeros. Não é possível descrever aqui tudo o que já aconteceu. Mas veja apenas o seguinte: junto com as revelações vieram-me ordens para que eu não fizesse mais divórcios; para que alertasse as pessoas que o casamento é uma aliança sagrada indissolúvel e intocável; que aquele que se divorcia "cai em um abismo de maldição e sofrimento"; que Deus não mudou sua palavra... Ora, que inimigo de Deus é esse que me diz para desobedecer a lei do homem (que permite o divórcio  "a torto e a direito") e obedecer a lei de Deus? Se o revelador fosse do mal a revelação não teria sentido; uma coisa contradiz a outra.  

5) Por que você sugere que se coloque a Mensagem Emoldurada na parede como um ALTAR PARA DEUS?
R. Primeiro penso que todos nós devemos ter um lugar especial, apropriado para orar e louvar a Deus em nossa casa. Muitos padres e pastores pregam esta prática. Observe que no velho testamento, em várias partes, o Livro Sagrado fala em um lugar que escolher o Senhor, vosso Deus, para ALI FAZER HABITAR O SEU NOME. Mas voltando à pergunta, eu imagino, penso... que é também para isto (altar para Deus em casa) que ela foi criada. Porém não tenho certeza porque nada me foi revelado de maneira clara e direta, salvo o fato de que em uma madrugada (quando eu olhava para o objeto na parede e lembrava das críticas que alguns estavam fazendo contra mim) veio-me a ordem para abrir a bíblia em Josué 22:10-34 (Altar do Testemunho) Depois disto, muito tempo depois... alguns outros fatos ocorreram no mesmo sentido, sendo o mais marcante o que se deu no dia 05 de outubro de 2014 (o da menina GREICE). Imagino também que o objetivo das 3 obras é confirmar e relembrar-nos do pacto entre Deus e o casal. Mas insisto em dizer que a escultura divina serviu por primeiro para me levar aos caminhos do Senhor. A partir da 1ª visão, deixei de lado minha dedicação por obras de arte. Mas continuando: fazer um altar é louvar, enaltecer, reverenciar, glorificar... o nome do Senhor. ABRAÃO por onde passava edificava altares para Deus. DAVI também fez altar: "Edificou ali Davi ao SENHOR um altar e apresentou holocautos e ofertas pacíficas. Assim, o SENHOR se tornou favorável para com a terra, e a praga cessou de sobre Israel" (2 Samuel 24:25). Atente ainda que em DEUTERONÔMIO 11:20 a escritura sagrada manda que se escreva os mandamentos de Deus nos batentes das portas das casas, e nos seus portões. Quando colocamos um SALMO ou um versículo bíblico em destaque em nossa casa, ou em outro lugar, nosso gesto é na prática a mesma coisa: louvar e dar testemunho; glorificar o nome do Senhor. Veja outro trecho da Escritura Sagrada: "... em todo lugar onde eu fizer celebrar a memória do meu nome, virei a ti e te abençoarei" (Êxodo 20:24). Portanto, o altar é um ato material de louvor para nos lembrar do imaterial, e principal: a OBEDIÊNCIA, a REVERÊNCIA... ao Senhor. É melhor obedecer do que sacrificar. Por esta, e outras razões, após a inauguração e consagração do santuário passei a entregar a mensagem emoldurada juntamente com a bíblia sagrada. "... Não há nenhum erro em se ter ou admirar obras de arte em casa (pinturas e esculturas eram minhas paixões naquela época) ... É óbvio que não devemos adorar nenhum altar (Deus deve ser adorado em espírito e verdade), mas ter um lugar de oração, ou criar um ambiente favorável e apropriado, sempre ajuda aquele que busca as luzes do Senhor em momentos sublimes".  

6) Qual o significado do Livro da Tradição e o Santuário do Marco das Colunas?
R. Recebi explicações somente sobre o significado da Mensagem Emoldurada (simboliza o casamento/ o lar/ a família de Deus). Sobre o significado ou a razão para fazer as outras 2 obras, nada recebi. Fiz o quê me mandaram fazer, e pronto. Como diz um ditado popular: "Manda quem pode, obedece quem tem juízo". Deduzo muita coisa, no entanto não tenho certeza de nada. Talvez seja um ponto inicial, uma referência, para aquilo que ainda há de vir. Talvez seja para servir como memorial... Não sei. Mas pense um pouco: o quê consta no livro guardado no santuário? Não é somente os casais que têm seus nomes gravados na Mensagem Emoldurada? Pois bem, assim sendo o normal quando o casal aceita e grava seu nome na estampa é colocar ela em um quadro que fica exposto em casa (se não fazem isto estão dando pouco valor ao objeto e isto não é problema meu), logo, fizeram então um altar para Deus. Dessa maneira, como já disse, penso que Deus quer (na verdade me veio uma ordem) que eu leve até o santuário o nome daqueles que acolheram o seu nome em suas casas; aqueles que fizeram um altar para Ele. É a confirmação do pacto, a aliança... Algo mais ou menos assim: "Você louva, reverencia, enaltece... o nome de Deus em seu lar e seu nome também fica guardado no livro e na casa do SENHOR". Tanto é assim que lá dentro (no santuário) - e isto também foi ordenado - está escrito: "Eu amo os que me amam..." (provérbios 8:17).  Por outro lado, se fazer ALTARES PARA DEUS é um preço que devo pagar pelos pecados que cometi no passado, então colocar o nome no Livro é registrar aqueles que colaboraram com minhão missão; só que ainda não tenho certeza disso.   

7)  Por que não podem ser feitos cultos religiosos dentro do santuário?
R. Primeiro, porque assim me foi dito, através de revelação a uma outra pessoa que depois me transmitiu a ordem. Segundo, porque o local não é uma igreja – embora a construção seja parecida – mas sim uma edificação destinada a guardar o Livro da Tradição. As 3 (três) obras, em seu conjunto, transmitem uma mensagem aos casais que acreditam em Deus, porém não se configuram nenhuma religião, instituição ou aceita. Há pouco tempo recebi uma outra revelação, vinda através de outra pessoa, dizendo que há mais coisas ainda; que tudo que está sendo repassado não é só para reconciliar casais. Fiquei um tanto preocupado, mas ainda não sei porque não foi dado mais detalhes, além desse "recado". Se, e quando souber, retransmitirei. Será que é para pregar a salvação? O reino de Deus?
        
8) Você coloca no livro nome de casais formado por pessoas que ainda não se casaram, civil ou religiosamente?
R. Também a respeito disto - casais não casados - nada me foi falado pelo Invisível. Nas revelações me foi falado apenas que a mensagem emoldurada era para se ter dentro de casa, e colocar no Livro da Tradição os nomes daqueles casais (homem e mulher) que a aceitaram. Fico mais tranqüilo quando escrevo os nomes daqueles que são casados, civil ou religiosamente, todavia, como nada me foi dito em contrário, e desde que a pessoa aceite de bom grado, eu também entrego a mensagem a outros casais e escrevo seus nomes no livro, desde que eles estejam vivendo sob o mesmo teto. De fato eles representam uma família, em especial se tiverem filhos. Mas sempre os oriento a legalizarem sua relação familiar, por ser esta a vontade de Deus, penso eu.   

9) Você é contra um segundo casamento? O casamento não é um só? 
R. Eu já estava na segunda união quando passei a receber as visões e revelações (minha filha estava com 1 ano e 4 meses). Logo, quem sou eu para ser contrário a um outro enlace após o primeiro? Uma segunda união, na qual marido e mulher vivam sob, e obedeçam, a palavra do Senhor, pode inclusive ser mais próspera e abençoada que a primeira. Deus, por ser bondoso, está de abraços abertos para nós; disposto a perdoar e a conceder-nos uma segunda chance, desde que, com humildade, reconheçamos nossos erros e sigamos nos Seus caminhos para não cometer o mesmo pecado. Eu e muitas pessoas tivemos outra oportunidade, mas sei - e por isso advirto – de outras que não tiveram nova chance e nunca mais conseguiram sair do “abismo de maldição e sofrimento” (onde cai todo aquele que se divorcia); acabaram inclusive pondo fim à própria vida. O melhor é obedecer; dar toda atenção e valor ao parceiro - ou parceira - da sua mocidade. O único caso que Deus autoriza, mas não deseja, o divórcio, é quando há traição, todavia, o traidor pagará seu preço.

10) Na sua opinião qual é a principal causa - ou principais motivos - do divórcio?
R. A causa principal e originária de tudo é uma só; é sempre a mesma: o esquecimento de DEUS COMO SENHOR DO UNIVERSO E DE NOSSAS VIDAS. Ou seja, e traduzindo tudo em uma só palavra: DESOBEDIÊNCIA. As pessoas vão à casa de Deus no dia do casamento mas não colocam Deus (por meio de sua palavra) em suas casas. A mulher quer ser tratada como rainha mas não aceita seu marido como rei do lar; e este, vice-versa. O divórcio é a queda do homem e da mulher, em conjunto, como aconteceu com o primeiro casal no início do mundo. A causa e o causador são sempre os mesmos. Os atos se repetem desde Adão e Eva. O casal, primeiro, esquece e depois desobedece. O esquecimento de quem é o Senhor leva à desobediência, e esta, à queda definitiva e triste. Só que as coisas não acontecem de maneira rápida, imediata... O mal vai se alastrando aos poucos e a pessoa não percebe; e de repente tudo desaba. Homem ou mulher, quando se esquecem de Deus como seu Senhor, passam a aceitar outras coisas como “senhores” ou "comandantes" de suas vidas: vaidade, orgulho, avareza, luxúria, ira, preguiça... As quais vão crescendo até a derrocada completa. O "inferior" faz uso, trabalha - de maneira lenta mas persistente - em cima de algum ponto fraco da pessoa, provocando sua derrota e humilhação, para depois fazer festa com a desgraça acontecida. Por exemplo, no caso do orgulho como senhor do casal: pequenas pirraças levam a pequenos gestos de vingança; o "bate e rebate" vai aumentando (como uma infiltração que acaba alagando todo o recinto) até à tragédia final, com o divórcio. Em outras situações o casal deixa o dinheiro (avareza) ser o senhor de suas vidas; a prostituição (luxúria); a vaidade; o vício... A chave contra tudo isto é a proteção divina; um escudo disponível somente para os que estão em comunhão constante com Deus, através da OBEDIÊNCIA à Sua palavra e RESISTÊNCIA às tentações do seu inimigo, as quais têm por objetivo levar o homem para fora dos caminhos do Criador e atraí-lo para o império das trevas. A chave principal, e foi minha falecida irmã - A N I T A - quem me ajudou a encontrá-la, é não esquecer de Deus. Ela, irmã, logo no momento que viu a mensagem emoldurada, disse: "DEUS TE DEU ISTO PORQUE QUER QUE AS PESSOAS NÃO SE ESQUEÇAM DELE". O ser humano primeiro esquece e, depois, desobedece. Se sempre lembramos de Deus, mantemos a comunhão; e, em comunhão, resistimos à toda e qualquer tentação.   

11) O quê você aconselha fazer para se evitar as brigas?
R. A arma está na palavra sagrada. Ou melhor, ela, a palavra de Deus, é a arma. Veja o versículo na moldura: DEUS É O NOSSO SENHOR. Por isso é bom que tenhamos um altar em casa com a mensagem emoldurada; é o "olhar para não esquecer e assim obedecer". Se Ele, Deus, é o nosso Senhor, então devemos obedecer-lhe, mesmo que isto signifique contrariar nosso ego;  matar nossos desejos carnais... Renunciar - de imediato - a vaidade, ao orgulho, aos atos de vingança; repreender a tentação para o adultério... Como já escrito em outra parte, adulterar não significa, a rigor, trair o cônjuge, mas sim, destruir o pacto que o casal tem com Deus. Outras providências: não colocar coisas malditas dentro de casa, para não ser amaldiçoado como elas (Deuteronômio 6:27); purificar o lar; "vigiar e orar"; buscar o reino de Deus... Orar no lar e em família. Selecionar amizades e programas televisivos. Tirar de perto de si, cortar pela raiz, coisas que contaminam o corpo e a mente, em especial o alcoolismo e a pornografia. O primeiro pode levar ao consumo de drogas, às decisões erradas; o segundo, ao adultério. Dar à outra pessoa um pouco do amor que se tem para consigo mesmo, por si próprio, para que ela nunca se sinta só na sua caminhada (ver postagem: ALIANÇA COM DEUS). Ser fiel, em especial ao Senhor, obedecendo sua palavra, ainda que, no nosso entender, o outro cônjuge não mereça qualquer tipo de fidelidade. Tomar cuidado com frases maliciosas vindas de outras pessoas (com interesses imorais) e cortar o mal pela raiz; não deixar o assunto prosseguir. Insinuações que chegam quando o outro cônjuge está em situação de "baixa estima" representam sério perigo ao casamento; é o inimigo de Deus agindo na "brecha"; no ponto fraco. Daí que precisamos frear a língua em qualquer debate familiar e não dar espaço para o mal. Ninguém ganha nada com discussões, mesmo fora do lar; ao contrário, só se perde. Principalmente aquele que pensa que ganhou. Diz o ditado que quem bate esquece; o que apanha, não. Quanto maior a ofensa, ou a agressão, mais tempo o perdedor leva para esquecer. Enquanto isto vem-lhe à mente uma série de pensamentos ruins que, se forem alimentados, levam à desgraça familiar. Portanto, não agrida o seu cônjuge, pois dependendo do contato e das palavras que o humilhado ouvir logo em seguida de pessoa do outro sexo (às vezes até do mesmo sexo), e que esteja com segundas intenções, pode abrir brechas para a destruição do lar e tristezas que irão atingir a ambos, e seus filhos. 

12) Não é melhor se divorciar do que brigar, principalmente quando isto causa tristezas aos filhos?
R. Nenhuma das duas atitudes são boas; ambas trazem desgraças para a pessoa. Só que para as brigas, para os desentendimentos, há solução: basta invocar a ajuda de Deus. Todavia, o ser humano distante do Senhor caminha junto com a rebeldia; com o orgulho e com a vaidade. Essas situações, ou comportamentos, impedem marido e mulher de se humilhar, de dobrar os joelhos... e assim, com humildade, buscar a presença de Deus em sua vida conjugal. Quando nosso carro ou qualquer outro objeto se quebra o normal é buscamos aquele que conserta. Já no casamento, quando o casal está em atrito, nenhum dos dois procura buscar reparo para sanar o mal; cada um abraça seu orgulho, ou sua “pirraça”, e passa a atacar o outro CÔNJUGE como seu maior inimigo, esquecendo-se que está cavando a própria sepultura, pois são "uma só carne". Para o divórcio, ao contrário das brigas, não há solução. Uma vez acontecido, não tem volta, é só esperar pelas tristezas e desgraças que virão. Nas brigas de casais cada um acha que está com a razão mas ambos estão errados, a briga representa a ausência de Deus no lar e "a razão é o cavalo do diabo".  


13) Você não acha que isto tudo - as visões e revelações - é uma coisa entre só você e Deus; e não para que seja divulgada a outras pessoas?
R. Antes fosse assim; meus trabalhos e minhas tarefas estariam acabadas, sem necessidade de mais nada, depois de feitas as 3 obras. Mas não, as revelações são muito claras no sentido de que a mensagem deve ser levada a outras moradas; a outros cristãos. Principalmente àqueles que pensam em se divorciar. Neste caso, devo, é minha obrigação, repassar o alerta que me foi dado, ou seja: "aquele que se divorcia cai em um abismo de maldição e sofrimento"; "casamento é coisa sagrada na qual não se pode tocar ou dar causa à sua destruição"... Isto tudo são ordens que recebi e se não cumprir estou sendo faltoso para com Deus. Se a pessoa vai acatar ou não o aviso é problema dela; eu faço minha parte. A respeito, lembro que lá no início da missão, quando estava pensando em abandonar tudo devido aos ataques que vinha recebendo dos tais "estudiosos da bíblia", um dia e logo cedo apareceu em meu escritório um evangélico metodista (o Mansidão) que eu nunca tinha visto antes; ele não sabia o drama que eu estava vivendo em razão dos comentários maldosos e trazia na mão o livro sagrado e com um texto marcado, que segundo ele, por revelação do Espírito Santo de Deus naquela noite, deveria ser lido a mim: o Atalaia de Israel (EZEQUIEL 3:16/21). O fato me comoveu muito e deixei de me importar com as agressões. Em resumo: Deus escolheu aquele homem para me confortar das agressões que sofria e ao mesmo tempo me avisar que repassar as mensagens era um encargo a mim atribuído e do qual eu não devia me esquivar. Imagino, depois de muito tempo (após o encontro com Greice em 5/ outubro/ 2014) que seja também obrigação minha erguer altares para Deus, como um preço a pagar pelos pecados que cometi no passado e dos quais Ele me perdoou. Se for assim, quem coloca um ALTAR PARA DEUS em seu lar estará simplesmente ajudando-me a cumprir esta obrigação. 


14) E aqueles que estão separados, divorciados, sentindo-se abandonados? O que você tem a dizer a eles?
R. Como disse, o divórcio é a queda do casal. Um ou outro, ou ambos, em algum ou vários momentos da vida conjugal, esqueceram do Senhor e das Suas leis. Mas isto não quer dizer, penso eu, que irão pagar o preço por um tempo sem fim; Deus não quer ver seus filhos em eterno sofrimento, imagino. Ele quer que reconheçamos; que enxerguemos nossas falhas e busquemos o perdão divino, penso eu. Na minha opinião a primeira e principal providencia é fazer uma reconciliação, um concerto, com Deus. Tentar ver, reconhecer... os erros cometidos durante a relação desfeita; pedir perdão ao Senhor e ao cônjuge ofendido e, a partir daí, esperar em Deus por uma nova aliança conjugal, sem cometer os mesmos erros do passado. Mas faço um alerta: arrepender-se é diferente de se culpar. Culpar-se é um comportamento desastroso porque leva a pessoa a imaginar que merece o castigo; que merece sofrer... Isto provoca depressão e suas sérias consequências, como doenças e suicídio. Arrepender-se é abrir o coração pra Deus, reconhecendo que tomou decisões erradas no passado, e, com humildade pedir uma nova chance. Às vezes a gente não consegue ver onde errou, mas pedindo a Deus até isto Ele faz: mostra aonde erramos.

O LIVRO DA TRADIÇÃO (registro do nome dos casais) 

"... em todo lugar onde eu fizer celebrar a memória do meu nome, virei a ti e te abençoarei" (Êxodo 20:24)

           MARCO DAS COLUNAS (Santuário da Guarda do Livro)


"Edificou ali Davi ao SENHOR um altar... Assim, o SENHOR se tornou favorável para com a terra, e a praga cessou de sobre Israel" (2 Samuel 24:25)


                   MENSAGEM EMOLDURADA (altar para Deus no lar)


"O Poderoso, o Deus, o Senhor, Deus dos deuses, ele o sabe, e Israel mesmo o saberá. Se foi em rebeldia ou por infidelidade contra o Senhor (que edificamos o altar), que ele hoje mesmo nos castigue." (JOSUÉ 22:22)


www.deusnolar.blogspot.com

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

D E U S - LEMBRAR E OBEDECER (a fórmula divina para o sucesso no amor)



O PLANO DE DEUS PARA O HOMEM NA TERRA INCLUI UMA VIDA FELIZ EM UNIÃO FAMILIAR. TALVEZ SEJA ESTA A PRINCIPAL META DO CRIADOR PARA INSTALAR SEU REINO NESSE PLANETA. ISOLADAMENTE, HOMEM OU MULHER JAMAIS TERÃO FELICIDADE COMPLETA. UM PRECISA DO OUTRO PARA CAMINHAR COM PROSPERIDADE; A ENERGIA CÓSMICA QUE NOS LEVA PARA A LUZ TEM DUAS POLARIDADES. NO ENTANTO, E ISTO VEM DESDE A CRIAÇÃO, ONDE HÁ UM CASAL FELIZ SEMPRE TEM ALGUÉM POR PERTO SE INTROMETENDO PARA DESTRUIR OS DOIS. ESSA INTROMISSÃO ACONTECE DE MANEIRA COVARDE, ÀS ESCONDIDAS, DISFARÇADA... MAS QUE AOS POUCOS (COMO UM FOCO DE FERRUGEM OU INFILTRAÇÃO NÃO COMBATIDAS) VAI CONTAMINANDO A RELAÇÃO ATÉ PROVOCAR SUA RUPTURA COMPLETA. COMO EVITAR ISTO? PRIMEIRO, LEMBRAR E OBEDECER A DEUS, COMO NOSSO SENHOR E PROTETOR; SEGUNDO, COLOCAR SUA LEI DENTRO DO LAR. ESTE É O SEGREDO PARA O SUCESSO, E O CASAL DEVE AGIR ASSIM JÁ NO NAMORO. DEUS TEM LEIS PARA O SEU REINO E ELAS SÃO AS ÚNICAS PERFEITAS, COM VALIDADE PLENA... QUER PARA AQUELES QUE ACREDITAM, QUER PARA OS QUE NÃO ACREDITAM. MAS SÓ ACREDITAR TAMBÉM NÃO RESOLVE; É PRECISO CUMPRIR; E CUMPRIR COM AMOR. ENTÃO IMAGINE E TENHA O CASAMENTO, O LAR, A FAMÍLIA... COMO ALGO SAGRADO E INTOCÁVEL, EXATAMENTE COMO ERA A ARCA DA ALIANÇA. CONSIDERE TUDO QUE ENVOLVE O CASAMENTO COMO SENDO UM TESOURO QUE É GUARDADO POR MARIDO E MULHER. MENTALIZE OS DOIS COMO UM CASAL REAL: REI E  RAINHA. QUANDO UM HOMEM CHAMADO UZÁ TOCOU NA ARCA SAGRADA, NO MESMO INSTANTE FOI MORTO; “FULMINADO” POR DEUS. PORTANTO, NÃO TOQUE, NÃO CAUSE A DESTRUIÇÃO DE UM CASAMENTO. NINGUÉM (PAI, MÃE OU OUTRO PARENTE OU AMIGO) DEVE SE INTROMETER NA - OU ACOLHER RECLAMAÇÕES SOBRE A - VIDA DE UM CASAL. LEMBRE-SE TAMBÉM QUE A RAINHA DE SABÁ PRIMEIRO ACEITOU SALOMÃO COMO REI E HOMEM UNGIDO DE DEUS; ADMIROU-O EM SUA SABEDORIA E O PRESENTEOU. DEPOIS, SIM, FOI TAMBÉM PRESENTEADA POR ELE. AO CONTRÁRIO DO QUE ACONTECE NOS REINOS HUMANOS (A INGLATERRA É UM EXEMPLO), NO PLANO DE DEUS NÃO EXISTE REI SEM RAINHA NEM RAINHA SEM REI. A MULHER NÃO PODE DESEJAR SER TRATADA COMO RAINHA SE ANTES NÃO TIVER E HONRAR UM REI, QUE É O SEU MARIDO. O HOMEM, DA MESMA FORMA, NÃO SERÁ JAMAIS UM REI SE NÃO TRATAR E CUIDAR DE SUA ESPOSA COMO UMA RAINHA. NA VIDA CONJUGAL NENHUM DOS INTEGRANTES DO CASAL PODE VENCER OU REINAR SOZINHO. NÃO SE ESQUEÇA DO SEGUINTE PRECEITO SAGRADO: "... E SERÃO AMBOS UMA SÓ CARNE". DESSA MANEIRA, TUDO O QUÊ UM CÔNJUGE FIZER AO OUTRO, DE BOM OU DE MAU, ESTARÁ FAZENDO A SI PRÓPRIO. HOMEM E MULHER DEVEM SE COMPLETAR; DAR PARA DEPOIS RECEBER. A ESPOSA DEVE ADMIRAR – E NÃO CONFRONTAR – O MARIDO, O QUAL, POR SUA VEZ, DEVE CONCEDER-LHE CARINHO E PROTEÇÃO. MAS TAIS COMPORTAMENTOS, OU O USO DESSA FÓRMULA DIVINA, SÓ SE CONSEGUE COM A AJUDA E COM AS BENÇÃOS DO SENHOR, NOSSO DEUS. ELE EXISTE E É BONDOSO, MAS NÃO MUDOU, NÃO MUDA, SUAS LEIS. SANTIFICAR O CORPO COM BONS PENSAMENTOS, PALAVRAS E AÇÕES, E TAMBÉM O LAR - NÃO COLOCANDO COISAS MALDITAS DENTRO DE CASA - FAZ PARTE DESSA ESTRATÉGIA. O REINO DE DEUS ESTÁ, COMEÇA, DENTRO DE NÓS. CONVERTA-SE, TRANSFORME-SE, E TUDO EM VOLTA SE MODIFICARÁ PARA MELHOR.  


Endereço:   santuariodolivro@bol.com.br